Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Garantido na Copa, Júlio César poderá passar por cirurgia

O goleiro titular deverá desfalcar a equipe na próxima lista, que sai no dia 26

Por Da Redação 17 set 2013, 13h58

Antes do amistoso com Portugal, Felipão disse que Júlio estará na Copa, fazendo do goleiro o primeiro brasileiro convocado, ainda que não de forma oficial

O único jogador já confirmado pelo técnico Luiz Felipe Scolari na lista de convocados para a Copa de 2014 poderá ter de enfrentar uma longa recuperação até o torneio. Antes mesmo de estrear na nova temporada europeia por seu clube, o Queens Park Rangers, da Inglaterra, o goleiro Julio César quebrou um dedo da mão esquerda e sofreu luxações em dois dedos da mão direita. A contusão aconteceu em um treino realizado na manhã desta terça-feira, em Londres, quando o titular da seleção brasileira defendeu um chute. Ele saiu de campo sentindo muita dor e será avaliado na quarta-feira para saber se precisará passar por cirurgia.

Caso seja operado, Júlio deve perder ainda mais espaço no clube, que está na segunda divisão inglesa. Acreditava-se que o brasileiro deixaria o QPR nesta janela de transferências, já que não vinha atuando pela equipe. O técnico Harry Redknapp optou por escalar Robert Green como titular nos primeiros jogos. Ainda assim, permaneceu como titular da seleção, já que fez um bom trabalho na conquista da Copa das Confederações. Antes do amistoso contra Portugal, em Boston, o treinador afirmou que Julio estará na Copa mesmo que ficar na reserva do QPR, fazendo do goleiro o primeiro brasileiro convocado, ainda que não de forma oficial.

Leia também:

A virada da seleção – e o que você pode aprender com ela

Felipão, de novo campeão: patriotismo, coração e carisma

Continua após a publicidade

O ‘plano de metas Felipão’: crescer 4 anos em 4 semanas

Com reputação restaurada, Brasil sobe em ranking da Fifa

Amistosos – Também nesta terça, a CBF informou que Felipão fará sua próxima convocação no dia 26, ao meio-dia, no Rio de Janeiro. A lista servirá para os dois próximos compromissos da seleção, amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia, em outubro. O jogo com os sul-coreanos será no dia 12, em Seul, e o duelo com os africanos acontece no dia 15, no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim. Apesar de preservar a base campeã da Copa das Confederações nos últimos amistosos, Felipão também tem feito alguns testes com jogadores bem cotados para figurar entre os 23 convocados para o Mundial, como Maicon, Ramires e Maxwell.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com agência Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade