Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ganso tem dor de barriga e fica fora de primeira coletiva do Santos

Por Da Redação 9 dez 2011, 01h50

Paulo Henrique Ganso seria um dos quatro representantes do Santos na primeira entrevista coletiva durante o Mundial de Clubes, na manhã desta sexta-feira (horário local), mas passou mal e não pôde se sentar ao lado de Neymar, Elano e o técnico Muricy Ramalho no primeiro evento oficial da equipe brasileira em Nagoya, no Japão. A Fifa informou que Edu Dracena o substituiria, porém o capitão também não desceu ao salão de convenções do hotel.

Segundo a primeira informação, passada pela organização, o meia santista havia tido uma indisposição estomacal. Mais tarde, ao final da entrevista concedida pelo trio, o clube ratificou o pequeno problema e assegurou que Ganso passa bem. Muricy também lembrou, durante a coletiva, que todo o elenco levado ao Japão se encontra 100% fisicamente.

‘Fizemos uma preparação muito boa, intercalando jogos e treinamentos. Os jogadores chegam realmente bem ao Mundial, sem nenhum problema físico, e o aspecto emocional de todos está ótimo também. Estamos muito bem porque nos preparamos’, disse o treinador.

O evento, que contou com uma série de jornalistas japoneses, serviu também para que Muricy recebesse flâmula com emblema oficial da competição e os dois jogadores mostrassem os uniformes (um inteiro branco e outro com listras pretas e brancas) que serão utilizados pelo time nos dois jogos – vencendo ou não nas quartas de final, o Santos terá um segundo e último compromisso, seja para decidir o título ou a terceira colocação.

O grupo treinará às 19 horas desta sexta-feira novamente no Mizuho Stadium, local em que realizou sua primeira atividade na tarde de quinta. A estreia do atual campeão da Copa Libertadores será em 14 de dezembro, contra o vencedor da partida deste domingo entre Kashiwa Reysol, do Japão, e Monterrey, do México.

Continua após a publicidade

Publicidade