Clique e assine com até 92% de desconto

Ganhador do GP mais equilibrado da história da F-1 morre aos 71 anos

Por Da Redação 6 dez 2011, 09h54

Madri, 6 dez (EFE).- O ex-piloto britânico Peter Gethin, vencedor do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 de 1971, considerado o mais equilibrado da categoria em todos os tempos, morreu nesta terça-feira aos 71 anos após uma longa luta contra uma doença.

Gethin, que competiu pela McLaren e as extintas BRM e Embassy Hill, obteve apenas uma vitória na principal competição do automobilismo mundial, mas seu nome entrou para a história pelas circunstâncias em que ela aconteceu. O britânico cruzou a linha de chegada em Monza com apenas um centésimo de vantagem sobre o sueco Ronnie Peterson, e de 61 centésimos sobre o quinto colocado.

Filho de um jóquei profissional, Gethin se destacou como piloto da Fórmula 3 britânica e foi campeão britânico de Fórmula 5.000 em 1969 e em 1970, antes de chegar à Fórmula 1 para ocupar o lugar do neozelandês Bruce McLaren, que havia morrido em um treino e fundou uma das equipes de maior prestígio da categoria, e que leva seu nome.

No GP de Monza, Gethin correu pela BRM como substituto do mexicano Pedro Rodríguez, que morrera em um acidente no circuito de Norisring (Alemanha). EFE

Continua após a publicidade
Publicidade