Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Galo faz trabalhos físicos e Magno Alves pode retornar contra o Verdão

Por Da Redação - 25 out 2011, 12h48

A terça-feira do Atlético-MG foi dedicada aos trabalhos físicos. Os jogadores foram divididos de acordo com suas características e principais funções em campo, em uma atividade comandada pelo preparador físico Carlinhos Neves. Para compensar o cansaço geral, os atletas terão folga no restante do dia e só voltam a trabalhar na quarta-feira, em tempo integral.

O atacante Magno Alves, que desfalcou o Galo contra o Fluminense, sentido um edema na coxa esquerda, fez corridas em volta do campo e tem condições de reforçar a equipe na partida diante do Palmeiras, na Arena do Jacaré. O jogador terá que recuperar a posição, que foi ocupada por André – o atacante deixou sua marca nas redes do time das Laranjeiras, após amargar um jejum de dois meses sem marcar gols.

‘Agora é o momento em que o Atlético-MG precisa da gente ali da frente. Esperamos manter essa média de gols. Fico chateado quando fico nesse jejum. É chato, me cobro muito nessa parte. Mas temos que pensar no grupo, questão de fazer gol é muita vaidade. O importante é a gente ganhar’, disse André, que espera uma arrancada do Galo para escapar de vez da zona de rebaixamento.

‘Agora o campeonato afunilou, faltam poucas rodadas. Saímos da zona de degola na hora certa e tem que continuar fora. A gente tem dois jogos em casa importantes, a torcida tem que nos apoiar, porque vamos decidir nossa vida. Se ganharmos estes dois dá para se distanciar desta zona ainda mais. Não podemos entrar mais. É ruim trabalhar nesta posição, então vamos passar esta pressão para os outros clubes agora’, declarou.

Publicidade