Clique e assine com até 92% de desconto

Galliani é pessimista, mas terá reunião com o Real Madrid por Kaká

Por Da Redação 1 ago 2012, 15h18

Eleito melhor jogador do mundo em 2007, quando atuava pelo Milan, o meia Kaká deixou saudades no clube ‘rossonero’ desde sua saída ao Real Madrid, em 2009. Em baixa no clube merengue, o brasileiro será o motivo pelo qual os italianos irão se reunir com os dirigentes espanhóis no dia 8 de agosto, para tentar viabilizar uma negociação vista como complicada pelo atual vice-campeão do ‘Calcio’.

‘Falaremos com Florentino (Pérez, presidente do Real Madrid) em Nova York. A contratação é muito difícil, porque Kaká ganha muito, muito, muito dinheiro, mas é um jogador que faz parte de nossa história’, afirmou o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, em entrevista para a ‘Rádio Marca’.

O encontro acontecerá nos Estados Unidos, pois os dois clubes farão parte de sua pré-temporada lá. Na América do Norte, o Milan já bateu o Chelsea em amistoso, por 1 a 0, no sábado. O Real, por sua vez, enfrentará Los Angeles Galaxy, Santos Laguna, do México, antes de confrontar o time italiano, também no dia 8 de agosto, em Nova York.

Embora contratado como grande aposta pelo time espanhol, Kaká não deslanchou e não está entre os titulares da equipe de José Mourinho, atual campeã espanhola. Após pagar 65 milhões de euros pelo jogador em 2009, o Real não aceita emprestá-lo, conforme deseja o clube italiano, e sonha recuperar parte do investimento feito.

Além da negociação com o clube, porém, o Milan tem dificuldades para acertar com o meia por conta do salário que ele recebe em Madri, muito elevado para os padrões do time, que recentemente vendeu Thiago Silva e Ibrahimovic ao Paris Saint-Germain.

Continua após a publicidade
Publicidade