Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gafe na Copa América: goleador uruguaio se confunde e diz que Jamaica é um país africano

Cavani, logo depois, pediu desculpas nas redes sociais

Na ausência de Luis Suárez, suspenso pela Fifa pela mordida em Giorgio Chiellini na Copa, o atacante Edinson Cavani passou a ser a maior estrela da seleção uruguaia que defende o título da Copa América, no Chile. O jogador do Paris Saint-Germain, no entanto, nem esperou sua seleção estrear para já chamar a atenção. Nesta quinta-feira, Cavani provou que faltou nas aulas de geografia ao analisar seu primeiro adversário, a estreante Jamaica.

Leia também:

Copa América: Chile vence Equador na abertura

Valdivia faz sucesso no Chile. Em comercial de mercado

Anfitrião Chile abre Copa América mais badalada de todos os tempos

“Respeitamos a Jamaica como todos os outros que vamos enfrentar. Sabemos que vai ser uma partida complicada porque a parte física das seleções africanas é um pouco superior a das demais.”, disse Cavani em entrevista coletiva. O atacante insistiu na gafe, ao afirmar que a força física é sempre uma das prioridades de equipes da África.

Pouco depois, avisado de que a Jamaica fica, na verdade, na América Central, Cavani usou o Twitter para se desculpar e (tentar) se explicar. “Antes de mais nada quero me desculpar com a Jamaica e sua gente. Em minha mente, fiz uma comparação entre os estilos e características de jogo similares entre sua seleção e as africanas, mas a verdade é que expressei a metade do raciocínio e soou bastante mal. De todas as maneiras, peço desculpas públicas e espero que meu erro seja considerado como humor e não como uma ofensa”.

Atacante uruguaio Cavani pediu desculpas aos jamaicanos pela gafe Atacante uruguaio Cavani pediu desculpas aos jamaicanos pela gafe

Atacante uruguaio Cavani pediu desculpas aos jamaicanos pela gafe (/)

(com agência EFE)