Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe

Brasileiro superou o australiano Julian Wilson e conquistou o título nesta segunda-feira, no Havaí. De quebra, venceu também a etapa de Pipeline

Gabriel Medina voltou ao topo do surfe. O atleta brasileiro de 24 anos superou a concorrência do australiano Julian Wilson, segundo colocado da temporada, e conquistou seu segundo título da Liga Mundial de Surfe (WSL) na noite desta segunda-feira, 17, em Pipeline, no Havaí. Foi o terceiro título do Brasil na elite desse esporte, somando as façanhas de Medina (2014 e 2018) e também a de Adriano de Souza, o Mineirinho, em 2015.

De quebra, o surfista conquistou também a etapa do Havaí pela primeira vez na carreira. Medina derrotou o próprio Julian Wilson na final em Pipeline e coroou sua grande temporada. A vitória na bateria decisiva veio pelo placar de 18.34 contra 16.70 na pontuação dos juízes.

“Estou feliz da vida de conquistar isso. Ganhar o Pipe Masters é especial, é muito difícil ganhar essa etapa, mas agora consegui. Julian é um ótimo competidor e tive sorte de pegar boas ondas. Quatro anos atrás ele me bateu aqui na final, agora consegui vencer. Foi incrível”, afirmou Medina, citando a decisão do Pipeline de 2014, quando o brasileiro foi campeão mundial, mas perdeu a decisão da etapa.

Líder do mundial de 2018, Medina chegou à última etapa da temporada dependendo apenas de si para assegurar o título – se chegasse à final não poderia ser alcançado pelos adversários. O brasileiro atingiu seu objetivo ao derrotar o sul-africano Jordy Smith na semifinal. Com um tubo que recebeu nota 9,10 dos juízes, Medina venceu a bateria por 16.27 pontos contra 15.83.