Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Futebol americano: Bolas usadas pelos Patriots foram murchadas propositalmente

Investigação revela ser provável que as bolas usadas pela equipe foram adulteradas de propósito e com o conhecimento do quarterback Tom Brady

Por Renata Lucchesi 6 Maio 2015, 16h29

De acordo com um relatório de 193 páginas divulgado pela NFL nesta quarta-feira, o New England Patriots provavelmente esvaziou de propósito as bolas usadas no jogo contra o Indianapolis Colts, em janeiro, no episódio que ficou conhecido como “Deflategate”. Na ocasião, os Patriots ganharam de 45 a 7 e se classificaram para o Super Bowl, a grande decisão da liga de futebol americano.

Ex-jogador de futebol americano é condenado a prisão perpétua por assassinato

Com virada e pancadaria, Patriots vencem o Super Bowl

Além disso, a investigação feita por um escritório de advocacia independente indica que Tom Brady, quarterback dos Patriots, jogador mais valioso do Super Bowl e marido da modelo Gisele Bündchen, “estava pelo menos ciente, no geral, das atividades inapropriadas envolvendo o esvaziamento das bolas de jogo dos Patriots”.

Bola murcha: NFL investiga possível trapaça dos Patriots

NFL vê mercado crescente e Brasil pode sediar o ‘Jogo das Estrelas’ em 2017

As evidências sugerem que Jim McNally, funcionário do vestiário do Patriots, e John Jastremski, assistente de equipamento do time, retiraram ar das bolas deliberadamente depois de elas terem sido examinadas pelos juízes, o que poderia facilitar o controle da bola nas mãos. No entanto, nenhum dos jogadores, exceto Brady, sabia.

A NFL ainda não anunciou nenhuma penalidade aos envolvidos no caso.

Continua após a publicidade
Publicidade