Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Furacão não altera programação da vela do Brasil no Pan

Por Valéria Zukeran e Amanda Romanelli

Guadalajara – Mesmo com Puerto Vallarta ameaçada pelo furacão Jova, a delegação brasileira da vela que disputará os Jogos Pan-Americanos vai desembarcar nesta terça-feira na cidade mexicana. Segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), há um responsável da entidade cuidando da integridade dos barcos, que corriam o risco de serem danificados com a força das ondas causadas pelo fenômeno natural.

Enquanto isso, os organizadores dos Jogos Pan-Americanos tomavam providências para evitar danos nas instalações de vôlei de praia, triatlo e maratonas aquáticas, que também serão realizadas em Puerto Valllarta. Na segunda-feira, trabalhadores já protegiam as arenas de competição com sacos de areia para evitar inundações. Puerto Vallarta não é, a princípio, o local sob maior riscos de danos pelo Jova, como a

cidade de Cihuatán, mas pode ser atingida por fortes chuvas.

Segundo o governador do estado de Jalisco, Emílio González Márquez, não há muito mais providências a tomar para evitar danos às arenas pan-americanas. “O que temos de fazer é pedir para a Nossa Senhora de Zapopan (padroeira da região) para que nos ajude com a chuva.” Enquanto isso, as cidades ameaçadas pelo fenômeno natural, que deve mostrar sua força maior entre quarta e quinta-feira, suspendem as aulas e mantêm o estado de alerta.

O diretor de Operações e Esportes do Pan, Ivar Sisniega Campbell, tentou minimizar as preocupações com o Jova. “As pessoas estão especulando muito sobre isso, mas falamos com as pessoas de Puerto Vallarta. Ontem (segunda) foi um dia normal, o problema pode ser hoje (terça) e amanhã (quarta)”, garantiu.

As informações, segundo o dirigente, são de que o furacão não vai pegar Puerto Vallarta de frente. Só esperam muita chuva e vento. “Os barcos estão guardados desde ontem (segunda) e a quadra do vôlei de praia está protegida. Os atletas estão treinando no hotel da sede. Esperamos que o furacão não vá atrapalhar as competições.”