Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fundista é absolvida por doping, mas CBAt vai recorrer

Por AE

Manaus – A fundista brasileira Simone Alves foi absolvida em julgamento de caso de doping pela Comissão Disciplinar Nacional (CDN), da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), em julgamento realizado na noite de segunda-feira, na sede da entidade em Manaus. A absolvição se deu por 3 votos a 2.

A CBAt, porém, não ficou satisfeita com o resultado. Por isso, irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e decidiu manter a punição provisória da atleta, que está afastada das competições desde a revelação do resultado positivo do exame antidoping, no dia 14 de outubro de 2011.

Simone testou positivo para a substância proibida Eritropoetina Recombinante (EPO), hormônio que aumenta a concentração de hemácias no sangue e gera maior aporte de oxigênio na musculatura. A amostra foi coletada no dia 3 de agosto durante o Troféu Brasil de Atletismo, disputado em São Paulo.

O resultado do exame foi confirmado através da análise da amostra B, no laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidoping (Wada) e pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf), em Montreal, no Canadá.

Por conta do resultado do teste, Simone Alves ficou fora dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, realizados em 2011, para o qual estava inscrita para as disputas dos 5 e 10 mil metros. A atleta de 26 anos é a recordista sul-americana das duas provas.