Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fundação Livestrong retira o nome de Armstrong do título

Entidade tenta se desvincular de seu fundador, pivô de escândalo de doping

Por Da Redação 15 nov 2012, 08h01

“Fazer com que essa mudança seja oficial é necessária e apropriada neste momento de transição da organização”, explicou a porta-voz da entidade

A fundação de Lance Armstrong para combate ao câncer anunciou na quarta-feira a retirada, de forma oficial, do nome do ex-ciclista de seu título. Antes chamada “Lance Armstrong Foundation”, ela passará a se chamar “Livestrong Foundation”. Livestrong é a inscrição colocada nas famosas pulseirinhas amarelas vendidas pela fundação. A mudança é mais uma tentativa da instituição de se desvincular da imagem de seu fundador, que perdeu seus sete títulos do Tour de France depois que a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) revelou evidências sobre o uso de substâncias proibidas para melhoria de rendimento por parte de Lance Armstrong e seus antigos. companheiros de equipe.

Leia também:

Leia também: Em 2013, um encontro para tentar salvar futuro do ciclismo

Recentemente, Armstrong renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da entidade, fundada em 1997. O ex-ciclista se demitiu voluntariamente para evitar que o escândalo envolvendo sua carreira no esporte prejudique a entidade em sua tentativa de arrecadar fundos para combater o câncer. Katherine McLane, porta-voz da Livestrong Foundation, comentou a mudança: “Na maior parte de sua existência, a organização foi conhecida como Livestrong Foundation, mas fazer com que essa mudança seja oficial é necessária e apropriada neste momento de transição da organização”, explicou. Armstrong fundou a entidade depois de ter sido diagnosticado com câncer nos testículos.

Leia também:

Leia também: Lance Armstrong pode perder medalha de bronze olímpica

Ele se recuperou da doença antes de vencer seus títulos no Tour de France. Apesar da mudança oficial do nome, integrantes da fundação ressaltam que o americano ainda é bem-vindo na organização. Em 22 de outubro, Lance Armstrong teve suas conquistas anuladas e foi banido do ciclismo de forma definitiva depois que a União Ciclística Internacional (UCI) ratificou as sanções da Usada contra ele. Em 10 de outubro, a Agência Antidoping dos EUA afirmou que o ex-ciclista foi peça chave no “mais sofisticado, profissional e bem-sucedido programa de doping que o esporte já viu“. Armstrong ainda nega as acusações contra ele, mas decidiu não contestar as punições da Usada contra ele.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade