Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Frizzo diz que Palmeiras está perto de anunciar reforço misterioso

Por Da Redação 5 jan 2012, 14h06

Depois de apresentar o lateral esquerdo Juninho, ex-Figueirense, e acertar a vinda por empréstimo do zagueiro Román, do River Plate, o Palmeiras pretende anunciar mais um reforço nesta sexta-feira. O vice de futebol Roberto Frizzo não revelou a posição do jogador, mas informou que ele pertence a um clube que disputou a Série A do Brasileirão em 2011 e está ‘muito disposto’ a jogar no Verdão.

‘Dizem que ninguem quer vir jogar no Palmeiras. Não é verdade. Todo mundo quer’, reclamou o dirigente, nesta quinta, horas depois de deixar o acordo com o jogador misterioso encaminhado em uma reunião na Academia de Futebol. Ele diz que o negócio também sairá por empréstimo.

‘Ontem (quarta) saímos daqui depois da meia-noite. Surgiu um nome, ligamos para o presidente do clube ao qual ele está ligado, depois foi uma gincana para encontrá-lo e surpreendentemente ele veio para cá, conversamos. Era uma situação que 30 minutos antes não existia e de repente estávamos reunidos com um atleta que agora está proximo de compor o grupo’, contou.Na quarta-feira, o gerente de futebol César Sampaio falou em ajustes ‘pontuais’ no elenco do Palmeiras. O ex-volante informou que a diretoria ainda pretende trazer um lateral direito para fazer sombra a Cicinho, um atacante e um meia (Daniel Carvalho, do Atlético-MG, que está próximo de ser envolvido em uma troca com Pierre).

Sendo assim, o suposto reforço seria um lateral ou um atacante. Frizzo desconversa, diz que se trata de um ‘goleiro esquerdo’ e rasga elogios ao atleta. ‘Tem personalidade forte, é um vencedor, foi campeão por onde passou. Nosso grupo, em algum momento do ano passado, sentiu. Tirando Marcos e alguns outros, a maioria não tinha o hábito de levantar a taça. Temos que reforçar o grupo com dois ou três que queiram ganhar, que batam no colega no vestiário’.

O dirigente, que jura ter dito o nome do jogador apenas para seu filho, garante que o futuro palmeirense não causará os problemas de relacionamento tão comuns no ano passado. ‘Esse temperamento de guerreiro ele já domou. Está com 27 anos, é uma idade boa, madura. Ao vê-lo falar, você percebe que te olha nos olhos, tem personalidade, é inteligente. Acredito que já tenha passado pelos momentos agradáveis e desagradáveis pelos quais tinha que passar’.

Continua após a publicidade
Publicidade