Clique e assine com até 92% de desconto

Fred revela pensar em sair do Fluminense após ameaças

Por Da Redação 6 ago 2011, 12h26

Por Fábio Grellet

Rio – O atacante Fred admitiu neste sábado que pensa até em sair do Fluminense por conta das ameaças recebidas de torcedores do clube. O jogador contou que, no último domingo, mesmo após a equipe golear o Ceará por 4 a 0, foi abordado por quatro torcedores quando estava chegando em casa, em Ipanema, na zona sul do Rio, com a filha e outros familiares. Segundo ele, os torcedores disseram que iriam “dar porrada” se flagrassem algum atleta da equipe frequentando bares à noite.

Fred, que concedeu entrevista coletiva neste sábado, contou que, na terça-feira à noite, estava em um bar a 100 metros de casa e identificou no local um dos torcedores que o haviam ameaçado no domingo falando ao celular com alguém.

Quando entrou no carro para ir embora, o atacando disse ter sido perseguido. Então decidiu ir à casa do colega de clube Rafael Moura, e no dia seguinte registrou ocorrência de ameaça na 13ª DP, em Ipanema. Fred admitiu que, na noite de terça, consumiu “três bebidas” alcoólicas, mas afirmou que jantou e que a bebida não iria interferir em seu desempenho.

Após explicar a situação à diretoria do clube e ao técnico Abel Braga, ele decidiu não jogar mais, até que “se sinta seguro”. “Não quero sair do Fluminense, mas não posso continuar me sentindo ameaçado”, disse Fred, que não cogita se transferir para nenhum clube brasileiro. “Estaria me traindo. Preciso resolver essa situação, mas só saio se tiver uma proposta de clube estrangeiro”, afirmou.

Continua após a publicidade
Publicidade