Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘France Football’ elege Diego Tardelli como o maior mercenário do futebol

Revista relembra passagens do atacante da seleção brasileira por Rússia, Catar e agora China e diz que "ele ama dinheiro e demonstra isso"

O atacante Diego Tardelli, que no início do ano trocou o Atlético-MG pelo Shandong Luneng, da China, foi eleito pela revista francesa France Football como o “maior mercenário do futebol mundial desde 2011”. A publicação, uma das mais respeitadas do esporte, afirmou que o camisa 9 da seleção brasileira “ama dinheiro e demonstra isso” e é uma “espécie de melhor pedigree” entre os mercenários – termo ofensivo que representa atletas que priorizam a questão financeira e trocam de clube com frequência.

Leia também:

Para a geração de Neymar, jogar bola é um detalhe

Paulinho troca Inglaterra por time de Felipão na China

Zico: ‘Postura de popstar dos jogadores me incomoda’

Time da Turquia planeja juntar Eto’o e Ronaldinho novamente

“Eles vão para onde o dinheiro está e não se preocupam com o contexto histórico dos clubes”, é a frase que abre a matéria. A revista relembrou as passagens de Tardelli pelo Anzhi, da Rússia, e pelo Al-Gharafa, do Catar, nos últimos quatro anos, e disse que, apesar do sucesso no Atlético-MG, “decidiu refazer sua mala para descobrir a China”. De forma irônica, a France Football ainda afirma que o currículo do atleta de 30 anos rivaliza com o dos italianos Francesco Totti e Paolo Maldini, que só atuaram por um clube em suas carreiras – Roma e Milan, respectivamente.

Tardelli é seguido na lista pelo camaronês Samuel Eto’o, que foi seu companheiro de ataque no Anzhi em 2011. Nos últimos anos, o ídolo do Barcelona passou por Anzhi, Chelsea, Everton, Sampdoria e fechou contrato recentemente com o Antalyaspor (modesto clube turco que ainda sonha em levar Ronaldinho Gaúcho). Outro destaque da lista é o francês Nicolas Anelka, que chegou a ser anunciado como reforço do Atlético-MG em abril do ano passado, mas jamais apareceu em Minas Gerais. O atleta de 36 anos defende o Mumbay City, da Índia, onde acumula as funções de treinador e jogador.

Os sete maiores mercenários, segundo a France Football:

1 – Diego Tardelli (Shandong Luneng – China)

2 – Samuel Eto’o (Antalyaspor- Turquia)

3 – Demba Ba (Shanghai Shenhua – China)

4 – Moussa Maazou (Changchun Yatai – China)

5 – Alessandro Matri (Milan – Itália)

6 – Nicolas Anelka (Mumbay City- Índia)

7 – Jirès Kembo Ekoko (Al-Jaish – Catar)

(da redação)