Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

França leva susto, mas reage no fim e mantém invencibilidade

Por Da Redação - 27 maio 2012, 17h57

A França, mesmo no sufoco, manteve a sua invencibilidade, que agora já dura 16 jogos. Neste domingo, a seleção venceu, de virada, a modesta Islândia por 3 a 2, no Stade du Hainaut, em Valenciennes (França). O jogo deu continuidade à preparação das duas equipes para os seus próximos compromissos neste segundo semestre: enquanto os franceses se preparam para a Eurocopa, os islandeses focam as eliminatórias europeias para a Copa de 2014.

Com a plena condição de favoritismo, a França tomou a iniciativa nos primeiros minutos. Esperava-se uma Islândia muito defensiva, mas foi provado o contrários: os visitantes também ousavam e atacavam, levando perigo à meta do goleiro Mandanda. Aos 28 minutos, após confusão na intermediária, Sightorsson cabeceou e deixou Bjarnason na cara do gol. O atacante não perdoou e abriu o placar em Valenciennes.

Seis minutos depois, em contra-ataque pela direita, Gislason cruzou rasteiro para a área e Sightorsson, livre de marcação, ampliou para a Islândia. Depois do segundo tento islandês, a França acordou e começou a dominar definitivamente a partida. Pela livre lateral-direita, Ben Arfa levava muito perigo em seus cruzamentos, que eram complementados pela boa qualidade individual de Benzema, o destaque francês no primeiro tempo.

Na etapa complementar, a França continuou imprimindo seu ritmo acelerado e diminuiu aos sete minutos, com Debuchy, que aproveitou falha de marcação adversária e balançou as redes, incendiando a torcida local. Com a vitória agora ameaçada, a Islândia se fechou definitivamente na defesa e passou a apostar nos contra-ataques. O técnico da seleção francesa, Laurent Blanc, retirou Benzema, Nasri, Ben Arfa e Cabaye, lançando Giroud, Malouda, Martin e Diarra. Com estas alterações, os Bleus perderam velocidade no meio-campo e passaram a errar muitos passes.

Publicidade

Já com as entradas de Ribéry e Valbuena, a França melhorou muito e rapidamente reagiu. Aos 39 minutos, Ribere Giroud fizeram uma bela tabela, o meia saiu na cara do gol e deu um leve toque por cima do goleiro islandês. Apenas dois minutos depois, em bola levantada na área, Giroud tocou de cabeça para Rami, que encheu o pé e virou o marcador, decretando a vitória francesa.

No próximo dia 31, a França volta a campo em mais um amistoso, desta vez contra a Sérvia. Já no dia 5 de junho, os Bleus finalizam a sua preparação para a Eurocopa contra a Estônia. No dia 11, a seleção francesa estreia no Grupo D da competição continental contra a Inglaterra, em Donetsk, na Polônia. Ucrânia e Suécia completam este grupo.

Publicidade