Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

França e Inglaterra estreiam com empate de 1 a 1 na Eurocopa

Por Da Redação 11 jun 2012, 14h57

Um dos confrontos mais aguardados da primeira rodada da Eurocopa 2012 terminou sem vencedor. Pelo Grupo D da competição, França e Inglaterra empataram por 1 a 1 na Donbass Arena, em Donetsk. Invictos há 22 jogos, os franceses foram melhores em campo, mas não souberam aproveitar os 11 desfalques do adversário.

O primeiro gol do duelo saiu da cabeça de Lescott, após cruzamento de Gerrard, ainda na etapa inicial, aos 29 minutos. Pouco depois, a França empatou com Nasri, em chute de fora da área que Hart aceitou.

O jogo – Com a marcação adiantada, a Inglaterra conseguiu assustar logo nos minutos iniciais, primeiro com passe de Young para Welbeck, mas o atacante estava impedido. Depois, após escorregada de Rami, que permitiu a Chamberlain chutar em cima da marcação. Mas foi só. A França, então, recuperou a posse de bola e passou a rondar a área inglesa.

O goleiro Hart, mostrava certa insegurança nas saídas de bola e quase entregou o ouro por duas vezes, em cobranças de escanteio de Nasri. Campeão inglês com o Manchester City, o meia ainda tentou pelo chão, em um chute rasteiro de fora da área, no qual a bola passou rente à trave direita do adversário.

Pela Inglaterra, Chamberlain era o incumbido de armar as jogadas. E o jovem de 18 anos foi bem ao passar por três no meio campo e enfiar para Milner. O meia do Manchester City driblou o goleiro Lloris, mas errou o chute e, com o gol vazio, acertou a trave. Das tribunas, Wayne Rooney lamentou o lance. O atacante está suspenso dos dois primeiros jogos da Eurocopa por conta de expulsão ainda nas Eliminatórias.

Se o jogador do Manchester United era desfalque, o também experiente Gerrard estava em campo. Agora capitão do time, o meia cobrou falta pela direita, da intermediária, e mandou na cabeça de Lescott, que superou a marcação de Diarra e testou para abrir o placar, aos 29 minutos de jogo.

Em seguida, Diarra teve duas chances para se redimir. Após cruzamento de Nasri, ele tentou de cabeça, mas Hart trabalhou bem. No rebote, a pontaria falhou e o volante mandou para fora. Mas os franceses puderam soltar o grito de gol três minutos mais tarde, quando Nasri chutou de longe e venceu o goleiro inglês.

Na etapa final, o panorama se manteve. A França seguia sendo mais perigosa, mas não era efetiva em seus chutes. A Inglaterra, por sua vez, só foi finalizar pela terceira vez no jogo aos 20 minutos, sem direção. O técnico Roy Hudgson parecia apostar na tática do Chelsea, campeão da Champions, ao promover a entrada de jogadores rápidos como Walcott e Defoe. Sólido na defesa, o time inglês, contudo, não conseguia aproveitar os contra-ataques.

Já a França também mexeu, mas não melhorou. Ribery teve grande chance ao escapar pela direita e chutar quase que da linha de fundo, porémHart defendeu. Benzema também tentou, já nos acréscimos, mas o goleiro inglês conseguiu defender em dois tempos e garantir o empate.

Continua após a publicidade
Publicidade