Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França e Alemanha brigam por vaga na semi no Maracanã

Europeus se enfrentam no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, às 13h (de Brasília)

A tricampeã Alemanha (1954, 1974 e 1990) enfrenta a França (campeã em 1998) nesta sexta-feira, no Maracanã, Rio de Janeiro, às 13h (de Brasília) e a vencedora será a primeira semifinalista da Copa de 2014, que enfrentará o vencedor de Brasil e Colômbia, que jogam em Fortaleza, às 17h (de Brasília). Os alemães chegaram como favoritos, venceram fácil seus primeiros jogos, mas tiveram dificuldades para derrotar a Argélia nas oitavas. Os franceses perderam sua maior estrela antes do primeiro jogo do Mundial, Ribéry, por contusão. Mesmo assim se classificaram em primeiro lugar no Grupo E e venceram com alguma facilidade a Nigéria na segunda fase.

Leia também:

Gripe assusta a Alemanha na véspera de enfrentar a França

‘Precisamos melhorar em todos o níveis’, diz técnico da França

Seleção das oitavas: seis europeus, cinco sul-americanos

Siga no Instagram: uma seleção de fotos exclusivas em @vejanoinsta

As duas equipes já se enfrentaram em 25 oportunidades, com onze vitórias francesas, oito alemãs e seis empates. Em Copas do Mundo, igualdade no retrospecto: uma vitória para cada e um empate. Em 1958, na disputa pelo terceiro lugar do Mundial, a França goleou a Alemanha por 6 a 3 (a maior diferença de gols dos encontros). Em 1982, empate em 3 a 3 na semifinal na Espanha – os alemães venceram nos pênaltis. Quatro anos mais tarde, nova vitória alemã, 2 a 0 na semifinal.

Leia também:

Placar da zueira: como será o jogo entre França e Alemanha

Nas oitavas, favoritos sofrem diante de rivais ousados

Reabilitada, França enfim baixou a bola. Mas só um pouco

Para chegar a mais um semifinal de Copa – seria a quarta vez consecutiva -, o técnico alemão Joachim Löw terá de superar o problema de sete atletas que estavam resfriados por causa do ar condicionado e diferenças de temperatura. Sobre o adversário, Löw disse que a “França, depois do Mundial de 2010 e da Eurocopa-2012, se desenvolveu magnificamente sob o comando de Deschamps. É uma equipe forte no combate. O meio de campo e a defesa são bem organizados. Na frente, tem bons jogadores como Karim Benzema e Olivier Giroud”.

Leia também:

França despacha Nigéria, 2 a 0 – e segue na rota do Brasil

Alemanha leva sufoco, mas supera Argélia na prorrogação

Os grandes jogos da primeira fase da Copa

Didier Deschamps evitou o clima de revanche após as duas derrotas em semifinais. “Aconteceu há muito tempo. São momentos cruéis, pois até hoje muitos falam sobre esses jogos.” A principal dúvida da França está no ataque: Giroud, que atua como centroavante, e Griezmann, que joga pelos lados do campo. Deschamps também aguarda a liberação do lateral Debuchy, com dores musculares.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo e agências AFP e EFE)