Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fracasso na Copinha irrita Juvenal: ‘Alguém vai pagar por isso’

Uma semana depois de ver o time sub-18 do São Paulo ser eliminado da Copa São Paulo Júnior ainda na primeira fase, o presidente Juvenal Juvêncio resolveu falar. Sempre elogiando a estrutura do Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, que custa cerca de R$ 10 milhões por ano aos cofres do clube, ele não poupou críticas aos integrantes da base.

‘Fiquei muito, muito, muito, muito, muito, muito decepcionado. Quero que os garotos ouçam isso’, disse o mandatário, levantando a voz a cada pergunta que ouvia sobre o tema. ‘Vou tomar uma atitude? Vou. O que é? Não sei. Mas vou fazer alguma coisa’.

Juvenal Juvêncio acompanhou de perto toda a frustrante campanha do Tricolorzinho. Depois de se empolgar com a goleada por 10 a 0 na estreia contra o Palmas-TO, ele se enfureceu ao assistir ao empate sem gols com o Sergipe-SE e à derrota por 2 a 1 para o Grêmio Barueri, resultado que classificou a equipe do interior paulista para a fase seguinte.

O presidente esteve em Cotia no dia seguinte à queda, com cara de poucos amigos. Na ocasião, o único membro da diretoria a falar com a imprensa foi o vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes, que minimizou a eliminação dizendo que o objetivo do clube na competição não é o título, mas revelar novos valores.

‘A intenção é essa, mas não posso perder para uma equipe juntada às pressas. Vocês sabem que isso existe, vocês sabem. Não posso perder. E perdi. Alguém vai pagar por isso’, ameaçou Juvenal, antes de citar a única medida já definida. ‘Os meninos precisam saber que quem subir para a Barra Funda vai voltar no ano seguinte para disputar a Copinha se tiver idade. Agora vai ser assim’.

O único jovem a ser observado por Emerson Leão em 2012 será o atacante Ademílson, que tirou férias após o revés. O treinador, porém, não demonstra tanto entusiasmo ao falar do garoto, que costuma ser muito elogiado por Juvenal.