Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fotos: Maradona é recebido com festa e até trono na volta a Rosário

Técnico do Gimnasia La Plata, que venceu o jogo por 4 a 0, recebeu o carinho da torcida do Newell's Old Boys, seu ex-clube

Por Da redação Atualizado em 30 out 2019, 13h00 - Publicado em 30 out 2019, 11h37

Diego Armando Maradona, que nesta quarta-feira, 30, completa 59 anos, é o maior ídolo do futebol argentino e, mesmo não tendo obtido uma passagem vitoriosa como atleta no Newell’s Old Boys, segue visto como uma verdadeira entidade no clube de Rosário – o mesmo que revelou e por qual torce Lionel Messi. Na terça-feira, 29, o atual técnico do Gimnasia La Plata reencontrou a equipe rubro-negra em partida válida pelo Campeonato Argentino e foi recebido com festa, com direito a um insólito trono na beira do gramado. Seu time venceu com facilidade, por 4 a 0, o que não diminuiu a ovação ao herói do título mundial da Argentina em 1986.

Antes da partida, a diretoria do Newell’s Old Boys realizou um tributo emocionante para o ídolo. O ex-camisa 10 da seleção argentina recebeu um quadro com uma camiseta personalizada em homenagem à sua mãe. Depois, foi entregue ao ex-jogador um desenho retratando-o com a camisa do time de Rosário, feito por um jovem artista leproso.

Em campo, a torcida lotou o Estádio Marcelo Bielsa para ver Maradona. Novamente homenageado, o treinador adversário acompanhou a partida sentado em um trono disponibilizado pela equipe mandante. O capitão e ídolo do Newell’s, Maxi Rodríguez, entrou em campo com uma braçadeira com a foto de Maradona e a escrição “Diós” (Deus).

  • A repercussão da volta de Maradona a Rosário foi tanta que a emissora TNT Sports, que não tinha os direitos de transmissão da partida, decidiu exibir, ao vivo, apenas as reações de Maradona em seu trono:

    Continua após a publicidade

     

    A passagem de Maradona pelo Newell’s foi marcante, mas curtíssima. Tentando retomar a carreira depois de ser pego no doping, ele chegou ao clube em 1993 e, sofrendo com lesões, fez apenas cinco jogos oficiais e não conquistou nenhum título.

    A alegria rubro-negra, porém, parou por aí, já que o Gimnasia goleou por 4 a 0, com gols de Leandro Contín, Maximilliano Caire, Tijanovich e Ariel Matías Garcia. O time de La Plata, porém, segue na penúltima colocação da Superliga Argentina, com sete pontos. O Newell’s é o sétimo colocado, com 18, enquanto River Plate, Boca Juniors e Argentinos Juniors dividem a liderança com 21.

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade