Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Focado no título, Timão reverencia Boca: ‘Senhor Libertadores’

Para Mário Gobbi, atual presidente do Corinthians, a equipe alvinegra tem como foco conquistar a Copa Libertadores desde 2007, durante a administração de Andrés Sanchez, na qual era diretor de futebol. Após atuar nas últimas três edições do torneio, o time chegou ao ápice em 2012 ao classificar-se para a final. Com o sonho de ter seu primeiro título da competição, o Timão rasgou elogios ao rival na decisão, o Boca Juniors, da Argentina.

‘Chegar a uma final, contra um time como o Boca Juniors, nos honra muito. É o senhor Libertadores, ganhou seis das dez decisões que disputou, e venceu, se não me engano, na maioria das vezes atuando fora de casa. Estamos diante de um clube que, nesta competição, tem um currículo imbatível’, disse, durante evento da patrocinadora do torneio continental.

Na festividade realizada nesta manhã, o Boca não enviou seu presidente, Daniel Angelici. Representado pelo vice, Oscar Moscariello, o clube, que tem em participações na final da Libertadores o mesmo número de aparições dos paulistas em toda competição – dez -, também fez elogios ao rival, que sonha com a mesma representatividade internacional conquistada pelos argentinos.’No Boca Juniors há profissionalismo, paixão e trabalho diário. Temos uma equipe e um conjunto que faz do trabalho uma responsabilidade. Cada jogador que veste a camisa do Boca sabe que precisa ser protagonista. Sempre preferimos as conquistas internacionais. Para isso, sabíamos que era preciso, porém, ter sucesso local. Somos protagonistas sempre que entramos em campo’, discursou. ‘Queremos vencer, mas quem for o campeão será de grande competência.’

Hexacampeão da Libertadores, o Boca tem sido carrasco de brasileiros em decisões de Libertadores. Em três de seus últimos quatro títulos, a equipe argentina bateu na decisão: o Palmeiras, em 2000, o Santos, em 2003, além do Grêmio, em sua mais recente conquista, acontecida em 2007.

Após o empate por 1 a 1 entre Corinthians e Boca em Buenos Aires, os dois times voltam a se enfrentar, desta vez em São Paulo, às 21h50 (de Brasília). As equipes necessitam de uma simples vitória para conquistar o título. Nova igualdade leva a partida para a prorrogação e, caso esta se mantenha, a decisão se definirá nas penalidades.