Clique e assine a partir de 8,90/mês

Flu empata com Botafogo e mantém invencibilidade no Brasileirão

Por Da Redação - 15 jul 2012, 18h13

Em clássico morno e de muita marcação, Fluminense e Botafogo empataram por 1 a 1 na tarde deste domingo no Engenhão, com gols de Fred e Andrezinho, no segundo tempo. O resultado mantém o Flu como a única equipe invicta no Brasileirão após nove rodadas.

Na próxima rodada, o Fluminense volta a atuar no Engenhão, desta vez contra o Bahia, derrotado neste domingo pelo também carioca Flamengo, às 21 horas de quinta-feira. Já o Botafogo visita o Santos na Vila Belmiro, na quarta.

O JOGO -O primeiro tempo do clássico mais antigo do futebol carioca começou dando mostras de que o duelo seria movimentado. Com 6 minutos, as duas equipes já tinham desperdiçado uma boa chance de abrir o placar.

O primeiro a chegar com perigo foi o Tricolor, aos 5 minutos. Thiago Neves cobrou uma falta na linha lateral da área pela esquerda, e levantou na pequena área. Fred, na frente de Jéfferson, cabeceou no travessão.

No minuto seguinte, a resposta do Fogão. Num contra-ataque em velocidade, o zagueiro Anderson tentou o corte mas a bola sobrou para Andrezinho na intermediária. Ele se aproximou da área e arriscou rasteiro no canto direito, mas Ricardo Berna se esticou e espalmou para escanteio.

A partir daí, as duas defesas acertaram a marcação e passaram a levar vantagem sobre os ataques. O jogo ficou travado, sem emoções, e as oportunidades de gol diminuíram. Somente o Flu conseguiu outra conclusão a gol no primeiro tempo, aos 32 minutos, num chute de Thiago Neves da entrada da área, que Jéfferson defendeu.

Continua após a publicidade

Ciente das dificuldades de penetração de sua equipe, Oswaldo de Oliveira tirou Cidinho no intervalo para a entrada de Fellype Gabriel. Com o meia, a equipe Alvinegra ganhou em movimentação e passou a explorar melhor os dois lados do campo.

Mas foi quando o Bota subiu de produção que o Flu abriu o placar e deu nova vida ao clássico. Aos 8 minutos, Thiago Neves cobrou escanteio pela esquerda do ataque, e Fred subiu mais que a zaga para cabecear, na linha da pequena área, para o fundo das redes, no canto esquerdo de Jéfferson.

O gol deixou o jogo mais aberto e corrido. O Bota não se intimidou e manteve a postura com a qual voltou dos vestiários.

O gol de empate não tardou e saiu de uma bela jogada pelo lado esquerdo. Aos 21, Márcio Azevedo tabelou com Elkeson e entrou na área. Com um corte seco, se livrou do marcador, levantou a cabeça e viu Andrezinho entrando livre do outro lado. De trivela, o lateral Alvinegro levantou e o meia cabeceou para às redes.

O jogo continuou movimentado por mais uns quinze minutos, até que as duas equipes começassem a considerar o empate um bom resultado e diminuíssem o ímpeto ofensivo.

Cada equipe ainda conseguiu produzir uma boa chance de gol. O Bota teve tudo para virar aos 30. Márcio Azevedo puxou o contra-ataque e acionou Elkeson na esquerda. O atacante avançou e tentou o passe para Fellype Gabriel no meio, mas a zaga cortou. O próprio Elkeson aproveitou o rebote e tocou para Fellype Gabriel na marca do pênalti. O meia chutou em cima de Ricardo Berna. No rebote, Vítor Júnior chutou mas a bola bateu na zaga.

O Fluminense chegou ao gol de Jéfferson aos 34, numa cabeçada de Fred, que saiu pela linha de fundo, à direita da meta.

Continua após a publicidade
Publicidade