Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamenguista e técnico do Sport, Luxemburgo desconversa sobre 87

Técnico se irritou ao ser questionado sobre o assunto após vitória diante do Flamengo: "A resposta só vai me trazer uma situação desconfortável"

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Sport  há uma semana e flamenguista confesso, não conseguiu escapar da principal discussão envolvendo os dois clubes, a disputa judicial pelo título do Brasileirão de 1987. Após a vitória do Sport sobre o Flamengo por 2 a 0, na Ilha do Retiro, na noite desta quarta-feira, Luxemburgo demonstrou irritação ao falar sobre o tema.

“Você ficou uma semana para tomar coragem. Pensou assim: ‘eu vou ser o cara que vai perguntar. O carioca tem que responder'”, disse Luxemburgo, ironizando o repórter que o abordou em entrevista coletiva, já admitindo que “estava na hora de alguém perguntar”.

O experiente treinador, porém, não deu seu veredicto sobre o verdadeiro campeão e ainda criticou a imprensa. “Respeito todas as perguntas, mas vou te retribuir com outra pergunta. Estou no Sport e todo mundo sabe que eu sou Flamengo. Para que eu vou deixar 50% chateado comigo? Não tem porque existir essa pergunta. É só para deixar um profissional mal com um ou com outro. A taça já foi decidida pelo tribunal. O que vai valer a minha resposta?”, questionou.

“Eu respeito a tua pergunta, mas vocês (jornalistas) deveriam pensar que tem um ser humano aqui, que tem família, neto. Eu respeito, mas tem de pensar um pouco nisso. A resposta só vai me trazer uma situação desconfortável em qualquer situação. Desculpa, mas eu não vou responder porque já está respondido pela Justiça”, concluiu Luxemburgo.

O treinador de 65 anos é cria das categorias de base do Flamengo (atuou como jogador entre 1971 e 1978) e nunca escondeu ser torcedor rubro-negro.  Nessa quarta, o garoto Thomás, também formado no Flamengo e autor do segundo gol do Sport, apimentou ainda mais a história ao comemorar seu gol fazendo um 8 e um 7 com as mãos.

Sport x Flamengo

Thomas comemora o segundo gol do Sport com provocações ao ex-clube (Williams Aguiar/Sport Club do Recife/Divulgação)

Entenda o caso

O título nacional de 30 anos atrás foi parar nos tribunais. Em abril, o STF negou recurso do Flamengo e declarou o Sport como único campeão brasileiro de 1987, por 3 votos a 1.

O torneio daquele ano foi disputado em dois módulos. Um, independente da CBF, com os representantes do Clube dos 13, foi conquistado pelo Flamengo, com o Internacional em segundo lugar. O outro foi conquistado pelo Sport, com o Guarani em segundo – os times haviam dividido a taça após empate na disputa por pênaltis, mas depois o Sport foi considerado campeão pela melhor campanha.

Por ordem da CBF, os quatro clubes teriam de disputar um quadrangular para definir o campeão nacional. Como Flamengo e Internacional abdicaram da disputa, Sport e Guarani voltaram a decidir o torneio. Com empate em Campinas e vitória no Recife, o time pernambucano ficou com a taça.