Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo nega afastamento de Ronaldinho Gaúcho

Após vídeo, o vice-presidente Paulo César Coutinho pediu desculpas pela informação errada e explicou que a decisão cabe à presidente Patrícia Amorim

“Exagerei, errei e peço desculpas à Patrícia. Vamos conversar a respeito e depois tomar uma decisão”, disse Coutinho

O diretor de futebol do Flamengo, Zinho, e o vice-presidente, Paulo César Coutinho, negaram em entrevista nesta quinta-feira que Ronaldinho Gaúcho foi afastado do Flamengo. A informação que o jogador não iria mais treinar com a equipe surgiu na madrugada desta quinta, após a divulgação de um vídeo com Coutinho dizendo a torcedores que Ronaldinho estava afastado por ordem da presidente Patrícia Amorim.

Leia também:

Leia também: Em quatro meses, valor de mercado de Ronaldinho cai 36%

“Ronaldo é jogador do Flamengo”, disse Zinho em Teresina, no Piauí, onde a equipe disputa um amistoso à noite contra a seleção estadual. Paulo César Coutinho pediu desculpas por divulgar o falso afastamento, afirmando ter confundido o papel de dirigente com o de torcedor e negando a conversa com Patrícia Amorim. “Não tinha falado com a presidente. Exagerei, errei e peço desculpas a Patrícia. Vamos conversar a respeito e depois tomar uma decisão, que não cabe a mim, mas à presidente.” Ao ser questionado se a maneira como Ronaldinho se ausentou do amistoso em Teresina poderia ser classificada como um ato de indisciplina, Zinho disse que só o jogador poderá explicar: “Se encaminha para indisciplina, mas preciso ouvir do Ronaldinho para ter certeza”. Ronaldinho Gaúcho viajou no início da semana para Porto Alegre, para acompanhar a cirurgia de sua mãe, dona Miguelina. Seu retorno ao Rio de Janeiro era esperado na manhã de quarta, mas o jogador só desembarcou à noite, e perdeu o voo do Flamengo para o Piauí. Nesta sexta, Patrícia, Zinho e Coutinho devem ser reunir com Ronaldinho Gaúcho na Gávea para ouvir as explicações do jogador e decidir seu futuro. (Com agência Gazeta Press)