Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo junta os cacos contra o ameçado Atlético-PR

Há pouco mais de um mês, o Flamengo era apontado como um dos principais favoritos ao título e ainda não havia perdido no Campeonato Brasileiro. A liderança era comemorada na Gávea e os torcedores até ensaiavam o grito de ‘é campeão’. Porém, sete rodadas depois, o ambiente no clube não é nada agradável, com parte do elenco sendo questionado e até mesmo o técnico Vanderlei Luxemburgo tendo o trabalho colocado em xeque.

Fruto de uma crise de maus resultados que o time carioca tenta superar a partir do confronto deste domingo, às 18 horas (de Brasília), contra o desesperado Atlético-PR no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), pela 23rodada.

O Flamengo não vence há sete partidas pelo Brasileirão e perdeu seus últimos três compromissos, sendo o mais recente por 2 a 1 para o líder Corinthians. O resultado fez o Rubro-negro ficar sete pontos atrás do Timão e começar a achar o título bem complicado. Porém a ordem é manter a cabeça em pé.

‘As dificuldades aparecem em um Campeonato Brasileiro de pontos corridos e todos os times passam pelo momento da irregularidade. Há pouco tempo brigávamos ponto a ponto com o Corinthians, mas agora nos distanciamos um pouco. Porém não vejo motivo para desespero. Temos esse compromisso contra o Atlético-PR na nossa casa e precisamos somar esses três pontos. Nosso pensamento está todo focado nisso’, disse o goleiro Felipe.

Vanderlei Luxemburgo concorda com Felipe ao não ver motivo para desespero na Gávea, embora saiba que a sequência de maus resultados incomoda demais. O treinador, porém, faz coro pela necessidade de o time ter tranquilidade contra o Furacão.

‘Nós sabemos que a torcida quer muito o título e isso é natural. Mas esse time tem a base daquele que escapou do rebaixamento na reta final do ano passado, se reformulou e sempre teve a Copa Libertadores como principal meta. Estamos nesta zona de classificação e isso precisa ser valorizado neste momento de irregularidade. O importante neste instante é termos tranquilidade, pois precisamos de uma vitória sobre o Atlético-PR’, disse Vanderlei.

Sem maiores opções a sua disposição, Vanderlei Luxemburgo vai manter a equipe que foi derrotada pelo Corinthians. O único desfalque é o argentino Bottinelli, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Timão e terá que cumprir suspensão.

Para o Furacão, o campeonato se resume a metade inferior da classificação. O time só conseguiu sair da zona de rebaixamento durante uma rodada em toda a competição e, mesmo com um resultado positivo no Rio de Janeiro, permanecerá no grupo dos últimos quatro colocados. Uma derrota afunda ainda mais o time no caminho rumo à segunda divisão.

Para tentar reverter esse quadro sombrio, o técnico Antônio Lopes parte em busca de sua primeira vitória no comando do time. Porém, além de todos os problemas de jogadores no departamento médico, e qualidade técnica duvidosa do elenco, ainda terá três desfalques.

Cleber Santana e Madson cumprem suspensão automática, enquanto Kléberson, possível substituto do primeiro, fica de fora devido a uma cláusula contratual. Independentemente da escolha, o treinador quer garra para superar as adversidades.

‘Tem que ser guerreiro dentro de campo. Se fizer o que fez (diante do Palmeiras), temos condições de ganhar fora. Teremos que ganhar fora. Não podemos só ficar na expectativa de ganhar em casa’, avaliou o Delegado, que lamenta os desfalques em um momento de busca por entrosamento. ‘Atrapalham bastante, como é o caso do Cleber Santana, Madson e Kleberson, mas o treinador tem que se virar’, finalizou.

No primeiro turno as duas equipes empataram por 1 a 1, em Curitiba (PR). Flamengo e Atlético também duelaram na primeira fase da Copa Sul-americana, e o carioca avançou graças a dois triunfos por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)

Data: 11 de setembro de 2011 (Domingo)

Horário: 18 horas (de Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)

Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Fábio Pereira (TO)

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Welinton, Gustavo e Junior Cesar; Maldonado, Willians, Renato Abreu, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho; Deivid

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Edílson, Manoel, Rafael Santos e Héracles; Deivid, Fransérgio, Marcelo Oliveira e Marcinho; Guerrón e Adaílton

Técnico: Antônio Lopes