Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo já quitou R$ 60 mi em dívidas. Faltam R$ 690 mi

Clube aposta em aumento de receita para conseguir dar conta dos pagamentos

A nova diretoria do Flamengo revelou na segunda-feira que já quitou cerca de 60 milhões de reais em dívidas só nos primeiros meses de mandato. O clube conseguiu certidões negativas de débito com os governos federal, municipal e estadual e também fechou contrato um novo patrocinador, a montadora francesa Peugeot. Apesar da boa notícia, vale lembrar que o Flamengo ainda deve nada menos que 690 milhões de reais. O valor total da dívida quando a nova diretoria assumiu, 750,7 milhões, foi revelado por VEJA no último dia 11. “Tomamos uma decisão ousada. Dos 75 milhões de reais captados nos primeiros meses de trabalho, destinamos cerca de 80% para o pagamento de dívidas”, explicou o vice-presidente de marketing do clube, Luiz Eduardo Baptista, em entrevista à Rádio Globo.

Leia também:

Dívida flamenguista equivale a um estádio ou três Cristianos

Rombo no Flamengo é de 750,7 milhões de reais, revela VEJA

O próprio dirigente reconheceu, porém, que o Flamengo está muito distante de uma situação confortável. Baptista prevê anos difíceis para o clube, com muito esforço para cumprir os compromissos financeiros. “O trabalho ainda está muito no início. Tão ou mais difícil que conseguir as certidões negativas é mantê-las. Teremos que continuar pagando esse valor nos próximos anos. Em um orçamento para as próximas temporadas, sairemos com menos 60 milhões de reais em caixa todos os anos”, afirmou. O clube aposta num grande crescimento nas receitas para compensar esse rigor no pagamento das dívidas. Segundo Baptista, o clube já está com cerca de 16.000 sócios-torcedores. “Se atingirmos os 50.000 sócios, o torcedor passa a ser o maior patrocinador do clube. E temos que entender que não existe futuro sem isso.”

(Com Estadão Conteúdo)