Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Flamengo espanta crise e derrota Atlético-GO por 3 a 2

Vitória no Rio de Janeiro alivia pressão da torcida sobre técnico Joel Santana

Por Da Redação - 1 jul 2012, 20h33

Após um primeiro tempo ruim, o Flamengo reagiu e conseguiu vencer por 3 a 2 o Atlético-GO, neste domingo, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado faz os cariocas terminarem a rodada com 12 pontos, mais próximos dos líderes da competição e deixa Joel Santana um pouco mais tranquilo no cargo. Já os goianos seguem na lanterna, com apenas dois pontos.

Tabela: confira resultados e classificação do Brasileiro

A etapa inicial foi disputada em ritmo lento, com os dois times errando muito. No entanto, cada equipe marcou um gol nos primeiros 45 minutos. Felipe abriu o placar para os visitantes, mas Renato Abreu igualou o marcador. No segundo tempo, o Flamengo veio melhor e fez dois gols, com Adryan e novamente Renato Abreu. O Atlético-GO ainda teve força para diminuir a vantagem com o atacante Felipe de novo, mas teve que amargar mais uma derrota no Brasileiro.

Na próxima rodada, o Flamengo terá o clássico contra o Fluminense, no domingo. No dia anterior, o Atlético-GO entra em campo para encarar o Náutico, no Serra Dourada.

Publicidade

O jogo: O confronto começou em ritmo lento, com as duas equipes buscando o ataque, mas sem força para levar perigo ao adversário. Somente aos dez minutos um time conseguiu criar uma boa chance. Bida arriscou de fora da área, contou com o desvio no meio do caminho e quase abriu o placar para os visitantes. O Flamengo tentava avançar, mas pecava muito nos passes. O Atlético-GO também errava, mas aproveitava os espaços para chegar com mais facilidade no setor ofensivo.

Os goianos perceberam a fragilidade do setor defensivo do Flamengo e começaram a chegar com mais perigo ao ataque. Não demorou muito para o Atlético-GO abrir o placar. Felipe recebeu lançamento de Joílson, dominou e chutou sem chance para Paulo Victor.

Depois do revés, os cariocas foram com mais ênfase para o ataque. No entanto, os donos da casa não tinham poder para chegar próximo ao gol de Márcio. Só que, aos 34 minutos, o Flamengo conseguiu chegar ao empate. Em cobrança de falta, Renato Abreu acertou belo chute que o goleiro goiano pouco pode fazer para impedir a igualdade no Engenhão.

O duelo passou a ficar equilibrado, com os dois times com posturas ofensivas. O Atlético-GO era mais perigoso e teve boa chance aos 41 minutos. Wesley arriscou da entrada da área e Paulo Victor fez boa defesa. Nos minutos finais, o panorama permaneceu o mesmo e o placar seguiu empatado atém o intervalo.

Publicidade

No segundo tempo, o Flamengo veio com Adryan na vaga de Wellington Silva. A alteração quase surtiu efeito com menos de um minuto. O jovem meia cruzou para Diego Maurício cabecear, mas em cima de Marcio, que fez a defesa no susto. O Atlético-GO respondeu aos três minutos, com Felipe, mas Paulo Victor se esticou todo para impedir o gol.

Os donos da casa tinham mais poder ofensivo, mas foram os goianos que quase marcaram o segundo aos sete. Felipe foi lançado e tocou na saída de Paulo Victor, mas o goleiro encostou na bola, que foi pela linha de fundo. Só que quatro minutos mais tarde o Flamengo conseguiu virar a partida. Após bela troca de passes, Amaral chegou na área e rolou para Adryan apenas tocar a direita de Marcio.

O Flamengo não deixou o Atlético-GO ter tempo para buscar o empate e aos 15 minutos aumentou o marcador no Engenhão. Novamente em cobrança de falta, Renato Abreu bateu com categoria e colocou no canto de Marcio, que se esticou todo, mas viu a bola ir para a rede.

Depois dos gols, o confronto ficou mais movimentado. O Atlético-GO tentava diminuir o placar, mas via o Flamengo continuando a atacar. Os visitantes tiveram uma série de boas chances, mas todas pararam nas boas defesas de Paulo Victor. Quando parecia que os cariocas tinham o jogo sob controle, os visitantes chegaram ao segundo gol. A zaga flamenguista saiu errado no pé de Bida. O meia tocou para Felipe e o atacante finalizou na saída do goleiro.

Publicidade

Nos minutos finais, o Atlético-GO ainda buscou o empate, mas parou na marcação do Flamengo, que se fechou esperando o apito final do árbitro.

Publicidade