Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo demite Jayme de Almeida e Pelaipe sai junto

A caminho do Flamengo, Ney Franco deixa o Vitória

A derrota para o rival Fluminense no domingo culminou na demissão de Jayme de Almeida do cargo de técnico e do diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe, no Flamengo. A permanência do treinador vinha sendo contestada no clube desde a eliminação na Libertadores deste ano, mas a demissão do dirigente foi tida como surpresa em uma nota oficial que o clube divulgou na noite desta segunda-feira. “O Flamengo acertou o encerramento dos contratos de alguns dos seus principais colaboradores que formavam a equipe técnica do futebol profissional. Aos grandes profissionais Paulo Pelaipe, Jayme de Almeida e suas respectivas equipes, cujos trabalhos tantas alegrias deram à ‘Nação Rubro-Negra’, fica o nosso maior agradecimento pela maneira séria, correta e dedicada com que sempre trataram o Flamengo”, diz a nota do clube.

Leia também:

Ronaldo, Daniel Alves e Anderson Silva pedem: “Vem, Ibra!”

A um mês da Copa, ainda há muito a ser feito no Itaquerão

A expectativa no clube é pelo anúncio, nesta terça-feira, de Ney Franco, que pediu demissão do Vitória nesta segunda. “Se isso for verdade, estou perplexo. Lidei de forma honesta com toda a situação”, disse Jayme de Almeida, em entrevista à ESPN Brasil, na hora do almoço, o que só foi confirmado à noite.

Desde 2010, Jayme de Almeida trabalhava como auxiliar técnico do clube e sua consolidação no comando do time só ocorreu oficialmente em setembro de 2013, após a saída conturbada de Mano Menezes. Antes de ser efetivado, Jayme de Almeida já havia assumido o time interinamente por três vezes. Desta vez, conquistou a Copa do Brasil de 2013 e o Campeonato Carioca de 2014 e teve seu contrato, que ia até o fim de 2013, renovado até 2015. Mas a campanha negativa na Libertadores acabou antecipando sua saída do clube. Com Jayme, o Flamengo conseguiu conseguiu 28 vitórias, 14 empates e 11 derrotas.

(Com Estadão Conteúdo)