Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Finalista da Liga Europa como técnico, Simeone preferia jogar

Contratado em dezembro de 2011, o argentino Diego Simeone conseguiu, em menos de seis meses de trabalho, levar o Atlético de Madri à decisão da Liga Europa, que será disputada nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), diante do Athletic Bilbao. Treinador com cinco anos de experiência, o ex-volante crê que estar dentro de campo é muito mais fácil do que fora.

‘Como jogador você pode ser mais instintivo, mais espontâneo, e como treinador você tem que ser a balança, fazer o trabalho mais psicológico. Você pode dizer que a alegria e a responsabilidade são as mesmas, mas a diferença é que o jogador joga e o treinador não’, resumiu Simeone, satisfeito pela boa campanha à frente do time espanhol.

Diante da possibilidade de vencer seu primeiro torneio oficial como técnico – ele já ganhou um Apertura e um Clausura (primeiro e segundo turnos) do Campeonato Argentino, mas não se sagrou campeão -, Simeone acredita que ter eliminado Valencia, Hannover, Besiktas dá moral ao time, mas o grande desafio é ter outro espanhol pela frente.

‘Nós precisamos jogar de forma compacta, mas com velocidade, porque estamos enfrentando outro time espanhol. Já jogamos um contra o outro e conhecemos o Bilbao, mas eles também nos conhecem. O importante é o bem que isso representa para o futebol espanhol’, concluiu o treinador argentino.