Clique e assine com até 92% de desconto

Figueirense bate Atlético-MG e vence a 1ª como visitante

Por Da Redação 6 ago 2011, 23h01

Por Marcelo Portela

Belo Horizonte – Mesmo jogando em casa e precisando urgentemente de uma vitória, o Atlético Mineiro foi superado pelo Figueirense por 2 a 1, neste sábado, no estádio Ipatingão, em Ipatinga (MG). Melhor para o time de Santa Catarina, que conquistou o seu primeiro triunfo como visitante e dormiu na sétima posição da tabela do Campeonato Brasileiro, com 22 pontos. Já o clube mineiro permaneceu em 13.º, com 15 pontos, mas tem grande chance de se aproximar mais ou até mesmo entrar para o grupo da degola, já que, com exceção do Grêmio, todas as equipes abaixo jogam neste domingo para fechar a 15.ª rodada da competição.

Apesar de jogar como visitante, a equipe catarinense não se intimidou e partiu para cima dos donos da casa desde o início da partida. O time montado por Jorginho entrou em campo atazanando a apática defesa do Atlético, com jogadas inteligentes principalmente de Júlio César e Elias. E foi este último que abriu o placar aos oito minutos, com míssil sem chance de defesa para Giovanni.

Se a defesa atleticana estava apática, o resto do time mineiro não mostrou um desempenho muito diferente. Depois de levar o primeiro gol, a equipe alvinegra ainda tentou esboçar alguma iniciativa. Mas a defesa do Figueirense estava bem armada e poucos lances chegaram a oferecer algum risco real para o arqueiro Wilson.

Ao mesmo tempo, os visitantes passavam a gostar ainda mais da partida e os jogadores do Figueirense se movimentaram com muito mais desenvoltura em campo, tanto no próprio lado quanto em meio à defesa alvinegra. E foi assim até o fim do primeiro tempo, quando o Atlético parecia já esperar ansioso pelo intervalo. No entanto, no último minuto da etapa inicial, Júlio César rolou a bola na área e o mesmo Elias ampliou para os visitantes. “Duas falhas nossas e gol deles. A gente tem que tomar vergonha na cara”, bronqueou Giovanni ao deixar o campo para o intervalo.

Com o resultado negativo – que fez a torcida soltar uma estrondosa vaia enquanto o time seguia para o vestiário -, a saída para o técnico Dorival Júnior foi mudar radicalmente a tática. O time voltou para o segundo tempo já com as três alterações e uma formação bem mais ofensiva. E as alterações surtiram efeito. No primeiro minuto de jogo, Richarlyson lançou a bola na área e Dudu Cearense, que havia entrado no intervalo, marcou para o Atlético.

Dorival também deve ter dado um puxão de orelha daqueles nos jogadores porque o futebol apresentado pelo anfitriões no segundo tempo foi completamente distinto do desempenho na etapa inicial. Mas o dia não parecia ser mesmo para os anfitriões.

Dudu Cearense se chocou com a trave após o gol e a dor se intensificou com o esforço. Como já havia feito as três substituições, Dorival Júnior ainda pediu para ele permanecer em campo, mas, pouco depois dos 30 minutos, o esforço foi demais e o volante saiu de campo, deixando o Atlético com um jogador a menos. O time manteve a pressão, mas, em vantagem no placar e no gramado, a equipe catarinense apenas administrou o jogo até o apito final.

No próximo domingo, o Atlético enfrenta o Coritiba no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e o Figueirense recebe o invicto Flamengo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. “Fica difícil. O time correndo atrás do resultado o tempo todo”, lamentou Neto Berola.

Continua após a publicidade

Ficha técnica

Atlético-MG 1 x 2 Figueirense

Atlético-MG – Giovanni; Werley (Neto Berola), Lima, Patric e Leonardo Silva; Eron, Serginho (Dudu Cearense), Giovani Augusto (Wesley) e Richarlyson; André e Magno Alves. Técnico: Dorival Júnior.

Figueirense – Wilson; Coutinho, João Paulo, Roger Carvalho e Juninho; Ygor, Túlio, Maicon (Jackson) e Elias; Héber (Wellington Souza) e Júlio César (Wilson Pittoni). Técnico: Jorginho.

Gols: Elias, aos 7 e aos 45 minutos do primeiro tempo; Dudu Cearense, a 1 minuto do segundo tempo.

Cartões amarelos – Patric, Leonardo Silva e André (Atlético-MG); Coutinho, Ygor e Júlio César (Figueirense).

Árbitro – André Luiz de Freitas Castro (GO).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio João Lamego (Ipatingão), em Ipatinga (MG).

Continua após a publicidade
Publicidade