Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lionel Messi é eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez na carreira

Na categoria feminina, a campeã mundial Megan Rapinoe, dos Estados Unidos, faturou o prêmio; a brasileira Silvia Grecco foi eleita a melhor fã

O atacante Lionel Messi, do Barcelona, venceu seu sexto prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa nesta segunda-feira, 23, em cerimônia realizada no Teatro alla Scala, em Milão, na Itália. Na categoria feminina, a americana Megan Rapinoe, do Reign FC, faturou o troféu de melhor jogadora.

O argentino concorria com Cristiano Ronaldo, da Juventus, e Virgil Van Dijk, do Liverpool. Vencedor da Liga dos Campeões, o zagueiro holandês ficou em segundo e era o principal desafiante de Messi, depois de ter sido nomeado o melhor jogador da Europa, pela Uefa, e melhor do Campeonato Inglês.

No feminino, Megan Rapinoe desbancou Lucy Bronze, semifinalista da Copa do Mundo e campeã da Champions com o Lyon, e sua companheira de seleção, Alex Morgan, do Orlando Pride. Entre os principais prêmios da noite, Jürgen Klopp superou Pep Guardiola e Mauricio Pochettino e foi eleito o melhor técnico do ano.

Outro atleta do Liverpool a ser premiado, o brasileiro Alisson liderou a lista de melhores goleiros, entrando, também, na seleção do ano da Fifa, que também contou com o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. O time ideal também teve Sergio Ramos, Van Dijk e Matthijs De Ligt na zaga; Frenkie De Jong e Luka Modric no meio-campo; Eden Hazard, Messi, Cristiano e Kylian Mbappé no ataque.

Silvia Grecco e o filho Nickollas, ganham o prêmio de melhor torcida, em Milão

Silvia Grecco e o filho Nickollas, ganham o prêmio de melhor torcida, em Milão (Flavio Lo Scalzo/Reuters)

O prêmio mais emocionante da a noite também foi brasileiro. Silvia Grecco recebeu o troféu de melhor fã por narrar jogos do Palmeiras a seu filho Nickollas, deficiente visual, e foi aplaudida de pé pelo público após seu discurso.

“Nickollas, aqui tem muitos jogadores importantes e estamos aqui representando o Brasil e a todos aqueles que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida das pessoas. Pelo simples gesto de narrar os jogos para o meu filho, tivemos a oportunidade de rodar o mundo com a nossa história. Hoje, posso falar para o mundo para o futebol que os deficientes existem, que precisam de oportunidades”, declarou.

O húngaro Dániel Zsóri, do Ferencváros TC, venceu o prêmio Puskás de gol mais bonito do ano, marcado na partida entre Debrecen FC v Ferencváros, pelo Campeonato Húngaro, em 16 de fevereiro de 2019.

Acompanhe os principais fatos da cerimônia do Fifa The Best:


17h15 – Fim da cerimônia do The Best


17h08 – Rapinoe: “Estou um pouco perdida nas palavras, por incrível que pareça. Queria agradecer à minha família e amigos pelo apoio por todos esses anos, especialmente nesse último. Agradeço aos meus técnicos, que nos ajudaram a alcançar o topo e a todas que já joguei contra. Foi um ano incrível, a Fifa fez uma fantástica Copa do Mundo, com uma interação incrível do publico. Várias situações me inspiraram nesse ano, como de Koulibaly e Raheem Sterling, que lutam ativamente contra o racismo. Se quiséssemos realmente mudar as coisas de forma significativa, precisamos que pessoas como eles se posicionem, assim como estou fazendo aqui. Brigamos por igualdade salarial, somos campeãs do mundo, com várias maneiras de conseguir dinheiro, diferentemente de outras atletas. Nós, que estamos presentes aqui, somos os únicos a poder fazer algo para mudar essa situação. É meu único pedido a todos”.


17h07 – A americana Megan Rapinoe é eleita a melhor jogadora do mundo

A norte-americana Megan Rapinoe venceu o prêmio de melhor jogadora do mundo

A norte-americana Megan Rapinoe venceu o prêmio de melhor jogadora do mundo (Flavio Lo Scalzo/Reuters)


17h02 – Gianni Infantino, presidente da Fifa: “As mulheres não são permitidas a assistir jogos masculinos no Irã. Temos recebido segurança por parte das autoridades para isso mudar. No próximo jogo do Irã, nas eliminatórias, as mulheres serão autorizadas a assistir o jogo”.


17h00 – Messi: “Para mim, os prêmio individuais são algo secundário, o que vem primeiro é o coletivo. Tenho que agradecer à minha mulher e aos meus dois filhos. Desfrutar esse momento com eles é algo único, sem preço. Meus dois filhos são apaixonados por futebol e hoje estão aqui, loucos com tantos jogadores importantes que estão presentes”.


16h55 – Lionel Messi é eleito o melhor jogador do mundo

O argentino Lionel Messi venceu o prêmio de melhor jogador do mundo pela sexta vez

O argentino Lionel Messi venceu o prêmio de melhor jogador do mundo pela sexta vez (Marco Bertorello/AFP)


16h49 – A seleção masculina do ano é apresentada:

A seleção masculina do ano reunida no palco

A seleção masculina do ano reunida no palco (Flavio Lo Scalzo/Reuters)

Goleiro:

Alisson

Defensores:

Mathijs De Ligt
Sergio Ramos
Virgil Van Dijk
Marcelo

Meias:

Luka Modric
Frenkie De Jong
Eden Hazard

Atacantes:

Lionel Messi
Kylian Mbappé
Cristiano Ronaldo


16h42 – “Uau, que caminhada. Queria parabenizar a técnica da seleção holandesa (nossa rival na final da Copa). O mundo se apaixonou mais ainda pelo nossos jogos na Copa do Mundo. Queria agradecer às minhas fantásticas jogadoras. Como técnica, sabemos que não conseguimos grandes feitos sem grandes jogadores. Agradeço à minha família, vocês são meu apoio. Obrigado também aos meus fãs mais velhos: meus pais. Eles são minha inspiração”.


16h42 – A técnica Jill Ellis, campeã mundial com a seleção americana, é eleita a melhor treinadora do mundo.

Jill Ellis venceu o prêmio de melhor treinadora

Jill Ellis venceu o prêmio de melhor treinadora (Antonio Calanni/AP)


16h38 – Alisson: “Perdão o atraso. É um grande prazer receber esse premio. Ele representa tudo o que trabalhei durante minha vida ate aqui. Agradeço à minha esposa, família, filhos e a meus pais, que me ajudaram a chegar aqui. Obrigado, Deus, por me presentar com esse prêmio. Represento todo jovem brasileiro que sonha em jogar futebol. Não desista do seu sonho, eu saí do nada, valorizei sempre o pouco que tive e Deus me retribuiu. Muito obrigado”.


16h35 – O brasileiro Alisson, do Liverpool, é eleito o melhor goleiro do mundo.

O brasileiro Alisson recebeu o prêmio de melhor goleiro

O brasileiro Alisson recebeu o prêmio de melhor goleiro (Antonio Calanni/AP)


16h29 – A seleção feminina do ano é apresentada:

A seleção feminina do ano reunida no palco

A seleção feminina do ano reunida no palco (Flavio Lo Scalzo/Reuters)

Goleira:
Sari van Veenendaal (Holanda/Atlético de Madri)

Defensoras:

Lucy Bronze (Inglaterra/Lyon)
Wendie Renard (França/Lyon)
Kelley O’Hara (EUA/Utah Royals)
Nilla Fischer (Suécia/Linkonpings FC)

Meias:

Amandine Henry (França/Lyon)
Rose Lavelle (EUA/Washington Spirit)
Julie Ertz (EUA/Sarpsborg)

Atacante:

Marta (Brasil/Orlando Pride)
Megan Rapinoe (EUA/Reign FC)
Alex Morgan (EUA/Orlando Pride)


16h23 – A entrega dos prêmios tem pausa para uma apresentação de Ópera, assistida por José Mourinho e Samuel Eto’o, que trabalharam juntos na Inter de Milão, campeã da Champions em 2010, e também no Chelsea, posteriormente.

MILAN, ITALY – SEPTEMBER 23: FIFA Legend Jose Mourinho attends The Best FIFA Football Awards 2019 at Teatro alla Scala on September 23, 2019 in Milan, Italy. (Photo by Simon Hofmann – FIFA/FIFA via Getty Images)

MILAN, ITALY – SEPTEMBER 23: FIFA Legend Jose Mourinho attends The Best FIFA Football Awards 2019 at Teatro alla Scala on September 23, 2019 in Milan, Italy. (Photo by Simon Hofmann – FIFA/FIFA via Getty Images) (Simon Hofmann/FIFA/Getty Images)


16h14 – O técnico Marcelo Bielsa venceu o prêmio Fair Play da Fifa. Ele mandou os jogadores de sua equipe entregarem um gol, depois de terem aberto o placar enquanto os jogadores do Aston Villa haviam parado de jogar para pedir atendimento a um companheiro. O resultado adiou o acesso do Leeds à primeira divisão do Campeonato Inglês.


16h08 – A holandesa Sari van Veenendaal, finalista da Copa do Mundo e arqueira do Atlético de Madrid, vence o prêmio de melhor goleira do mundo.

Sari van Veenendaal, vencedora do prêmio de melhor goleira

Sari van Veenendaal, vencedora do prêmio de melhor goleira (Flavio Lo Scalzo/Reuters)


16h02 – Silvia Grecco: “Boa noite a todos. Gostaria de compartilhar esse prêmio com o senhor Justo Sánchez (concorrente na categoria de melhor fã), que também tem uma linda história de amor com o filho dele. Sinta-se homenageado. Nickollas, aqui tem muitos jogadores importantes e estamos aqui representando o Brasil e a todos aqueles que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida das pessoas. Pelo simples gesto de narrar os jogos para o meu filho, tivemos a oportunidade de rodar o mundo com a nossa história. Hoje, posso falar para o mundo para o futebol que os deficientes existem, que precisam de oportunidades”.


16h00 – A brasileira Silvia Grecco venceu a categoria de melhor fã. Ela ficou conhecida por narrar jogos do Palmeiras ao filho Nickollas, fã do clube, que não enxerga.

Silvia Grecco e o filho Nickollas, ganham o prêmio de melhor torcida, em Milão

Silvia Grecco e o filho Nickollas, ganham o prêmio de melhor torcida, em Milão (Flavio Lo Scalzo/Reuters)


15h54: Klopp: “O que posso dizer? Preciso agradecer muita gente, primeiramente à minha família. O povo da minha cidade provavelmente não esperava que eu estivesse aqui hoje. Obrigado ao meu espetacular clube e aos donos do Liverpool. Um técnico só pode ser tão bom quanto seu time, então tenho muito orgulho e gratidão aos meus jogadores. Não entendo nada sobre prêmio individuais, por isso estou aqui por muita gente”


15h53: O técnico Jürgen Klopp, do Liverpool, é eleito o melhor técnico do ano.

Jurgen Klopp, do Liverpool, vencedor do prêmio de melhor treinador

Jurgen Klopp, do Liverpool, vencedor do prêmio de melhor treinador (Marco Bertorello/AFP)


15h49 – O húngaro Dániel Zsóri, do Ferencváros TC, venceu o prêmio Puskás de gol mais bonito do ano, marcado na partida entre Debrecen FC v Ferencváros TC, pelo Campeonato Húngaro, em 16 de fevereiro de 2019.

Daniel Zsori, jogador do Fehervar FC, vencedor do prêmio Puskas

Daniel Zsori, jogador do Fehervar FC, vencedor do prêmio Puskas (Flavio Lo Scalzo/Reuters)


15h47 – Os indicados aos prêmios da noite italiana estão sendo apresentados. Megan Rapinoe foi parabenizada pela apresentadora pelo discurso em defesa da igualdade racial e de gênero, depois do título mundial com os Estados Unidos.


15h45 – O ex-jogador holandês Ruud Gullit e a apresentadora italiana llaria D’Amico são os responsáveis por guiar a cerimônia do The Best


Ronaldo x Messi x Van Dijk

Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Van Dijk na premiação da Uefa em Mônaco Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Van Dijk na premiação da Uefa em Mônaco

Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Van Dijk na premiação da Uefa em Mônaco (Valerio Pennicino/Getty Images)

Cada um dos três melhores do ano tem seu trunfo para vencer a honraria, que pode desempatar o duelo de prêmios entre o português e o argentino – ambos têm cinco. O holandês, por sua vez, pode se tornar o segundo zagueiro da história, depois de Fabio Cannavaro, em 2006, a levar o troféu para casa.


Os injustiçados e campeões controversos

Ronaldinho Gaúcho com o prêmio de melhor da Fifa de 2004; Thierry Henry terminou em segundo

Ronaldinho Gaúcho com o prêmio de melhor da Fifa de 2004; Thierry Henry terminou em segundo (Adam Davy/PA Images/Getty Images)

O prêmio da Fifa surgiu em 1991 e ao longo dos anos gerou polêmicas com controversas eleições, que marcaram os jogadores injustiçados pelos resultados.

O Brasil tem cinco vencedores entre os mais de 20 que receberam a honraria, como Ronaldo, Rivaldo, Romário, Ronaldinho Gaúcho e Kaká – o último a faturar o troféu, há 11 anos, quando o mundo era completamente diferente do que é hoje.


15h35 – Fim do tapete verde da Fifa. Vai começar a cerimônia do The Best.


15h30 – Ausência de Cristiano Ronaldo e Pep Guardiola

Cristiano Ronaldo, indicado ao prêmio de melhor do mundo não compareceu ao evento. O português se recupera de lesão e, inclusive, está fora do próximo jogo da Juventus, contra o Brescia, nesta terça-feira, às 16h (de Brasília). O técnico Pep Guardiola, do Manchester City, também não compareceu ao evento, mas ainda não divulgou o motivo.


José Mourinho no prêmio The Best FIFA

José Mourinho no prêmio The Best FIFA (Flavio Lo Scalzo/Reuters)

15h20 – O técnico José Mourinho, ainda desempregado depois de demissão no Manchester United, está presente em Milão para acompanhar a cerimônia do The Best.



15h15 – Favorito ao inédito prêmio de melhor goleiro do mundo, Alisson é mais um dos craques a chegar para a cerimônia. “É uma honra para mim estar ao lado de grandes nomes do futebol. É uma condecoração individual por um grande trabalho coletivo que tivemos na última temporada. Representar meu clube e meu país é sempre um motivo de alegria”


15h11: Jürgen Klopp e Virgil Van Dijk chegam no tapete verde: “Ele merece muito estar aqui, é um treinador fantástico”, disse o zagueiro. “Virgil merece o prêmio porque fez atuações fantásticas na temporada. Praticamos bastante esse discurso antes de vir (risos)”, comentou o técnico.


Megan Rapinoe no prêmio The Best FIFA, em Milão

Megan Rapinoe no prêmio The Best FIFA, em Milão (Michael Regan/FIFA/Getty Images)

15h09 – Megan Rapinoe, candidata a melhor do mundo: “Isso tudo é surreal, desde a final da Copa do Mundo. Para mim, significa um trabalho em conjunto com as minhas companheiras, sem elas eu não estaria aqui. É uma honra e um sonho de criança poder concorrer ao prêmio de melhor do mundo. No masculino, acho que votaria no Virgil.



Modric no prêmio The Best FIFA, em Milão

Modric no prêmio The Best FIFA, em Milão (Fabi Tiziana/AFP)

15h00 – Atual vencedor do The Best, Luka Modric chega ao Teatro alla Scala: “É ruim não disputar o prêmio novamente, mas estou feliz por estar aqui. Os três jogadores que concorrem neste ano tiveram uma grande temporada, quem vencer vai ser merecedor.


Marcelo e sua esposa Clarice Alves e seus filhos Enzo e Liam no prêmio The Best FIFA

Marcelo e sua esposa Clarice Alves e seus filhos Enzo e Liam no prêmio The Best FIFA (Luca Bruno/AP)

14h58 – Marcelo: “Todos os anos eu dou o máximo de mim para ganhar títulos e fazer uma boa temporada. Estar aqui é a prova do valor de se esforçar muito. Sinto um respeito muito grande por estar aqui, por estar entre os melhores”.



Mauricio Pochettino no prêmio The Best FIFA

Mauricio Pochettino no prêmio The Best FIFA (Michael Regan/FIFA/Getty Images)

14h55 – Mauricio Pochettino: “É uma honra ser indicado ao prêmio de melhor técnico com Pep Guardiola e Klopp e representar o tottenham. Acho que acreditar nos jogadores e nas suas ideias é o segredo, mas precisamos nos esforçar para conseguir chegar à final novamente e quem sabe ganhar”.


Ronaldo no prêmio The Best FIFA

Ronaldo no prêmio The Best FIFA (Luca Bruno/AP)

14h53 – “Ronaldo Fenômeno: “Eles são ótimos, são fenômenos. Messi já tem cinco e Cristiano também. Van Dijk ainda não tem nenhum e é espetacular, acho que chegou a hora dele”.


14h41 – Marta: “É sempre bom estar aqui, porque é um momento especial. Estamos conseguindo implantar cada vez mais o futebol feminino junto com o masculino. O momento é propício, tivemos um sucesso muito grande com a Copa, foi bem divulgado, bateu recorde de audiência e aproveitamos isso para usar nossas vozes. O cenário é cada vez melhor para o futebol feminino. Quanto ao prêmio, torço pela Morgan porque ela joga conosco no Orlando Pride, mas o momento é da Rapinoe, ela foi artilheira e melhor jogadora da Copa.

Marta no prêmio The Best FIFA

Marta no prêmio The Best FIFA (Luca Bruno/AP)


14h36 – Jill Ellis, técnica da seleção feminina dos Estados Unidos: “Está sendo uma ótima jornada para nós, americanas. Ganhamos o Mundial e agora temos duas representantes entre as melhores, Megan e Alex, e também concorro a melhor técnica. É fantástico”.

Jill Ellis, técnica campeã mundial com os Estados Unidos

Jill Ellis, técnica campeã mundial com os Estados Unidos (Flavio Lo Scalzo/Reuters)



14h20 – Samuel Eto’o chega no evento e fala sobre a sua preferência para o The Best: “Cristiano Ronaldo sempre faz muitos gols, Van Dijk teve uma grande temporada, mas meu favorito é o Messi”

Samuel Eto’o no prêmio The Best FIFA

Samuel Eto’o no prêmio The Best FIFA (Flavio Lo Scalzo/Reuters)


14h14 – Ex-jogadores chegam ao Teatro alla Scala para a cerimônia. Entre eles, os brasileiros Júlio Baptista, Júlio César e Roberto Carlos.


14h10

Os injustiçados e campeões controversos

Ronaldinho Gaúcho com o prêmio de melhor da Fifa de 2004; Thierry Henry terminou em segundo

Ronaldinho Gaúcho com o prêmio de melhor da Fifa de 2004; Thierry Henry terminou em segundo (Adam Davy/PA Images/Getty Images)

O prêmio da Fifa surgiu em 1991 e ao longo dos anos gerou polêmicas com controversas eleições, que marcaram os jogadores injustiçados pelos resultados.

O Brasil tem cinco vencedores entre os mais de 20 que receberam a honraria, como Ronaldo, Rivaldo, Romário, Ronaldinho Gaúcho e Kaká – o último a faturar o troféu, há 11 anos, quando o mundo era completamente diferente do que é hoje.


14h08 – Confira a lista dos indicados aos prêmios entregues pela Fifa:

The Best (masculino)
Cristiano Ronaldo (POR) – Juventus
Lionel Messi (ARG) – FC Barcelona
Virgil van Dijk (NED) – Liverpool

Fifa The Best (feminino)
Lucy Bronze (ENG) – Olympique Lyonnais
Alex Morgan (USA) – Orlando Pride
Megan Rapinoe (USA) – Reign FC

Melhor técnico (masculino)
Pep Guardiola (ESP) – Manchester City
Jurgen Klopp (GER) – Liverpool
Mauricio Pochettino (ARG) – Tottenham Hotspur

Melhor técnico (feminino)
Jill Ellis (USA) – Estados Unidos
Phil Neville (ENG) – Inglaterra
Sarina Wiegman (HOL) – Holanda

Melhor goleiro
Alisson (BRA) – Liverpool
Ederson (BRA) – Manchester City
Marc-André ter Stegen (GER) – FC Barcelona

Melhor goleira
Christiane Endler (CHI) – Paris Saint-Germain
Hedvig Lindahl (SWE) – Chelsea / Wolfsburg
Sari van Veenendaal (NED) – Arsenal / Atletico Madrid

Prêmio Puskás
Lionel Messi (ARG) – Real Betis v FC Barcelona [La Liga] (17 de março de 2019)
Juan Fernando Quintero (COL) – River Plate v Racing Club [Campeonato Argentino] (10 de fevereiro de 2019)
Dániel Zsóri (HUN) – Debrecen FC v Ferencváros TC [Campeonato Húngaro] (16 de fevereiro de 2019)

Melhor fã
Silvia Grecco (BRA)
Torcida holandesa na Copa do Mundo feminina
Justo Sánchez (URU)