Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fifa renova até 2030 com Adidas, sua parceira desde 1970

Contrato com patrocinadora valerá por mais cinco edições da Copa do Mundo

A Fifa e a Adidas não revelaram os valores envolvidos no novo contrato, fechado em meio a uma briga cada vez mais acirrada entre a empresa alemã e a americana Nike

A Fifa anunciou nesta quinta-feira, em uma cerimônia realizada em Moscou, na Rússia, a renovação de seu contrato com a Adidas, principal parceira comercial da entidade. O acordo se estende até 2030. A divulgação do acordo foi feita por Thierry Weil, diretor de marketing da Fifa, e Herbert Hainer, presidente mundial da empresa líder no segmento de materiais esportivos. Parceira da Adidas desde 1970 – quando a companhia forneceu a bola Telstar, usada na Copa do Mundo do México -, a Fifa comemorou a renovação do contrato com a marca por pelo menos mais dezessete anos. A Adidas garante o fornecimento das bolas oficiais das próximas cinco edições do Mundial (Brasil-2014, Rússia-2018 e Catar-2022, além das Copas de 2026 e 2030). Por causa do envolvimento da marca com a Copa no Brasil, a Adidas espera aumentar suas vendas e alcançar um faturamento de cerca de 2 bilhões de euros em 2014.

Leia também:

Leia também: Seleção treina com Nike para torneio que usa bola Adidas

“Sem o apoio de parceiros de longo prazo como a Adidas, seria simplesmente impossível para a Fifa organizar eventos como a Copa e manter o trabalho de desenvolvimento do futebol em todo o planeta”, disse Weil no evento desta quinta. “A Adidas é parte integrante da história da Copa do Mundo. Ao fabricar as bolas oficiais, ela está literalmente no centro da ação. Ficamos muito satisfeitos de saber que essa parceria estratégica continuará. Estamos entusiasmados.” Herbert Hainer também comemorou o acordo: “Ao longo dos últimos 40 anos, a Adidas e a Fifa têm trabalhado lado a lado para desenvolver o futebol. Para nós, era mais do que natural estender uma das mais bem-sucedidas parcerias da história do marketing esportivo. Estamos felizes e orgulhosos”, discursou.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Bolas fabricadas pela Adidas para as Copas

Bolas fabricadas pela Adidas para as Copas

O primeiro contrato entre Fifa e Adidas foi fechado pelo brasileiro João Havelange, então presidente da entidade, e pelo alemão Horst Dassler, fundador da Adidas. Dassler, aliás, é considerado o grande pioneiro do mercado de patrocínios esportivos. A relação dos dois, no entanto, é alvo de grande controvérsia – Dassler já foi acusado de comprar votos para eleger Havelange, que em troca teria beneficiado o alemão na hora de fechar contratos comerciais. A Fifa e a Adidas não revelaram os valores envolvidos no novo contrato, fechado em meio a uma briga cada vez mais acirrada entre a empresa alemã e a americana Nike. O último acordo entre Fifa e Adidas terminaria em 2014. No ano que vem, a empresa vai fornecer a bola Brazuca e os uniformes de todos os funcionários e voluntários envolvidos na Copa do Mundo no Brasil.

(Com Estadão Conteúdo e agência Gazeta Press)