Clique e assine a partir de 9,90/mês

Fifa reforça críticas à preparação de Natal para Copa

Por Da Redação - 19 jan 2012, 15h05

Por AE

Rio – A aceleração nas obras de diversos estádios da Copa do Mundo de 2014 amenizou as críticas do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, quanto ao andamento dos preparativos para o Mundial. O grande foco de atenção agora está voltado para Natal, onde a Arena da Dunas sequer tem instaladas a maior parte das estacas que lhe darão sustentação.

“Temos um estádio que está sob monitoramento da Fifa, que é o estádio de Natal, onde definitivamente há muito atraso. O monitoramento vai ser permanente, para termos certeza que ele vai voltar ao ritmo e fazer parte da Copa”, disse Valcke nesta quinta-feira, durante entrevista coletiva que reuniu também o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e Ronaldo Nazário, que é membro do conselho de administração do Comitê Organizar Local (COL) e representou Ricardo Teixeira, presidente do COL e da CBF.

O secretário-geral da Fifa falou em tom de ameaça a Natal ao lembrar que não haveria problemas em reduzir de 12 o número de estádios a serem utilizados na Copa. “Natal está incluída na Copa, mas temos que dizer que eles estão muito atrasados. Mesmo assim, é bem sabido que para organizar a Copa podemos fazer com oito estádios.”

Continua após a publicidade

Valcke está em visita ao Brasil para vistoriar e discutir os preparativos para a Copa. Ele promete voltar ao País a cada dois meses daqui para frente. “O próximo encontro vai ser uma visita a outras cidades, vamos ver a que pé elas estão. Queremos visitar pelo menos duas cidades.”

Até março, data da próxima visita, Valcke espera que já tenha sido votada a Lei Geral da Copa, que tramita no Congresso. Quando perguntado a respeito, ele passou a palavra a Aldo Rebelo, cobrando do ministro do Esporte uma postura. “Isso você tem que perguntar para o ministro Rebelo”, disse ele, seco.

Aldo Rebelo prometeu agilidade. “Ele (Valcke) deve estar otimista, numa missão dessa é difícil as pessoas seguirem pessimistas. Sou muito otimista da opção da votação desta lei até março, há o compromisso da Câmara e da Comissão Especial da Lei Geral da Câmara de votar a lei quando o Congresso voltar do recesso, no início de fevereiro.”

Os encontros desta semana entre Fifa, COL e governo tiveram a primeira vez a presença do ex-jogador Ronaldo. O maior artilheiro da história das Copas do Mundo representou Ricardo Teixeira que, de acordo com Valcke, “tinha outros compromissos”.

Continua após a publicidade

Ronaldo cumpriu papel de garoto propaganda da Copa e demonstrou otimismo em praticamente todas as suas falas durante a entrevista coletiva. Disse que “tem sido uma experiência maravilhosa” para ele, que o “povo brasileiro” lhe transmite alegria, que “os operários dos estádios estão muito orgulhosos” e que “o brasileiro vai fazer uma excelente Copa do Mundo”. Para ele, as obras para a Copa estão indo “muito bem”.

Publicidade