Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fifa pede desculpas por incluir Crimeia no mapa da Rússia

Península disputada por russos e ucranianos apareceu em vídeo projetado na fachada do Bolshoi, em Moscou, durante lançamento do logo da Copa de 2018

A Fifa pediu desculpas na quinta-feira por um incidente diplomático ocorrido na terça, durante o lançamento da logomarca oficial da Copa do Mundo de 2018. O desenho foi exibido ao mundo num espetáculo de luzes no Bolshoi, em Moscou. O vídeo projetado na fachada do famoso teatro mostrava a península da Crimeia como parte do território russo. A região, que foi anexada pela Rússia em março, é disputada por Rússia e Ucrânia. A Crimeia reivindica sua independência de Kiev para se transformar num estado russo, mas os ucranianos e seus aliados no Ocidente querem impedir a perda do território. A disputa provocou até sanções econômicos aos russos.

Leia também:

Com a ajuda de astronautas, Rússia revela logo da Copa​

Fifa critica pedido de boicote e diz que Rússia supera Brasil

As oito pendências na transição da Crimeia para a Rússia

Mapa da Crimeia Mapa da Crimeia

Mapa da Crimeia (/)

​De acordo com a Fifa, o vídeo foi produzido pelo Comitê Organizador do Mundial de 2018, que contratou uma agência de publicidade local para elaborar as imagens. O vídeo divulgado no canal oficial da Fifa no YouTube foi editado para que a imagem controversa fosse excluída. A gafe ocorreu num momento delicado: Fifa e Uefa têm mediado as negociações entre as autoridades esportivas da Rússia e da Ucrânia em torno do futuro dos clubes da Crimeia. Em agosto, a Uefa decidiu que os jogos de clubes da península que foram aceitos no Campeonato Russo não serão reconhecidos oficialmente. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as autoridades ucranianas não comentaram o caso publicamente, mas o episódio provocou muita irritação no país.

(Com Estadão Conteúdo)