Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Fifa lamenta tragédia em obra, que já repercute no exterior

Cartolas comentam desabamento no Itaquerão, destaque em sites estrangeiros

Por Da Redação 27 nov 2013, 14h25

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, lamentaram o acidente ocorrido nas obras do Itaquerão, nesta quarta-feira, em São Paulo. “Estou profundamente triste com a trágica morte de trabalhadores na Arena Corinthians. Nossas mais profundas condolências às famílias”, escreveu Blatter em sua conta no Twitter. “Extremamente chocado com as notícias de São Paulo”, disse Valcke, também na rede social. “Estamos aguardando mais detalhes das autoridades que estão investigando o trágico acidente.

O Comitê Organizador Local (COL) de 2014 divulgou uma nota em que garante que “a segurança é de suma importância para todas as construtoras encarregadas da construção dos doze estádios da Copa do Mundo”. O texto afirma ainda que o comitê aguarda a investigação das autoridades para comentar mais detalhes sobre o acidente. A Fifa também sinalizou que deverá esperar uma versão oficial sobre a tragédia antes de fazer novos comentários. Integrante do COL, o ex-craque Ronaldo também se manifestou pelo Twitter: “Meus sinceros sentimentos às famílias das vítimas do acidente na Arena Corinthians”, escreveu.

Leia também:

Guindaste cai sobre parte do Itaquerão e mata operários

Há 6 meses, Fifa exigiu pressa e ameaçou excluir estádio

A imprensa internacional deu grande destaque à tragédia no palco da abertura da Copa do Mundo de 2014. Os sites de notícias de emissoras como a britânica BBC e a americana CNN e os jornais Daily Mail, The Independent e Gazzetta dello Sport, entre outros, noticiaram a queda de um guindaste sobre um dos setores do estádio. A BBC noticiou a queda do guindaste nas obras em São Paulo entre suas manchetes. O Independent, também britânico, e a Gazzetta dello Sport, da Itália, publicaram reportagens lembrando que a construção do estádio estava na reta final. Na Espanha, os diários Marca e Mundo Deportivo também noticiam a tragédia.

Continua após a publicidade

Publicidade