Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fifa inocenta colombiano Zúñiga por entrada em Neymar

Árbitro espanhol que apitou a partida também foi absolvido pela entidade

Por Da Redação 7 jul 2014, 14h05

A Fifa negou nesta segunda-feira o pedido da CBF que cobrava punição ao jogador colombiano Camilo Zúñiga pelo entrada violenta que causou a fratura da terceira vértebra lombar de Neymar e tirou o atacante brasileiro da Copa do Mundo. Em comunicado oficial, a entidade desejou uma rápida recuperação a Neymar, mas ressaltou que seu Comitê Disciplinar não considerou a jogada passível de punição. “Nenhuma ação retroativa poderá ser tomada, já que o incidente não escapou à atenção dos árbitros, o que é uma das duas condições para que o Código Disciplinar da Fifa seja aplicado”, explica o comunicado da Fifa.

Leia também:

Fifa orienta árbitros a dar menos cartões, segundo jornal alemão

Neymar rejeita tratamento alternativo para voltar à Copa

‘A ficha ainda não caiu’, diz Bruna Marquezine

Continua após a publicidade

Neymar, emocionado, afirma: ‘Meu sonho ainda não acabou’

Médico da seleção diz que Neymar fica afastado do futebol de 30 a 45 dias

A Fifa também não irá punir o espanhol Carlos Velasco pela atuação na partida entre Brasil e Colômbia, na última sexta-feira, em Fortaleza. No lance entre Zúñiga e Neymar, Velasco deu a lei da vantagem, pois o Brasil seguiu com a posse de bola, mas não puniu o colombiano com cartão amarelo na sequência da jogada.

Thiago Silva – A Fifa ainda negou o pedido da CBF de anulação do cartão amarelo recebido por Thiago Silva na última partida, por falta de bases legais. O capitão da seleção brasileira está suspenso da semifinal contra a Alemanha pelo cartão recebido.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade