Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fifa apresenta a ‘casa’ da imprensa estrangeira na Copa

Centro Internacional de Transmissão (IBC) vai funcionar no Riocentro, a 30 quilômetros do Maracanã. Prefeito pede que cidade não seja comparada a Londres

A Fifa inaugurou oficialmente nesta segunda-feira o Centro Internacional de Transmissão (IBC), no Riocentro, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A instalação vai funcionar como uma central de transmissão de dados e imagens da Copa do Mundo no Brasil. No local, ficarão concentradas a infraestrutura dos 86 detentores de direitos de mídia que vão retransmitir o evento internacionalmente.

“Temos seleções no país e inauguramos o Centro de Transmissão. Para quem duvidava, a Copa do Mundo já está acontecendo”, afirmou Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, na cerimônia de inauguração com autoridades brasileiras.

Leia também:

Ricardo Teixeira é investigado por apoio ao Catar

O local tem 55.000 metros quadrados para abrigar 18 estúdios de televisão para empresas credenciadas. O IBC recebe dados ao vivo, enviados pela produção da TV FIFA, de todos os 64 jogos da Copa. As imagens serão captadas em cada estádio por 34 câmeras. O local fica a 30 quilômetros do Maracanã, estádio que vai sediar a partida final da Copa.

Nos últimos dias, reportagens de jornais internacionais destacaram problemas das 12 cidades-sede do evento, especialmente a violência no Rio. Sem expressar incômodo com as notícias, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), afirmou, em tom de ironia, que os estrangeiros vão se decepcionar com a cidade se compararem a capital fluminense com Londres. “Todos que chegarem ao Brasil imaginando a Inglaterra ou que chegarem ao Rio imaginando Londres, certamente vão ter uma experiência frustrante. Não tenho dúvida de que o Brasil é melhor que a Inglaterra e que o Rio é muito melhor do que Londres. Mas temos chamado a atenção da imprensa internacional para que este país e sua cidade sejam comparados com eles mesmos há 20,30 anos atrás”, afirmou Paes, em uma tentativa de ensinar aos jornalistas como retratar a cidade.

Leia também:

Blatter admite: Copa no verão do Catar foi ‘um erro’

Fifa manterá Catar-2022 – o pior erro na história das Copas

Fifa teme que erros do Brasil prejudiquem próximas Copas