Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ferroviária acusa o jogador Gaurú, da Penapolense, de racismo

A diretoria da Ferroviária publicou nesta segunda-feira uma nota de repúdio a uma possível ofensa racista que o jogador Guarú, da Penapolense, teria feito na partida entre as duas equipes, no último domingo. Segundo o time de Araraquara, o atleta teria ofendido o lateral Emerson durante uma confusão entre as duas equipes com o xingamento ‘Macaco&rsquo

Inconformado com a ofensa proferida pelo atleta adversário, Emerson foi acompanhado pelo gerente administrativo Bruno Ópice para uma delegacia local, onde prestou queixa e realizou um boletim de ocorrência. O jogador da Ferroviária ainda destacou que possui testemunhas para mover um processo judicial contra Guarú.

‘Ele me chamou de macaco sim, e na frente de todos. Ele fez aquilo pra esfriar o jogo e a gente não ter chance de empatar. Assim como o clube, repudio qualquer ofensa moral’, disse o lateral, por meio do comunicado oficial.

Em sua defesa, o atleta da Penapolense rechaçou qualquer possibilidade de ter ofendido o seu adversário com xingamentos racistas e se defendeu das acusações feitas no último domingo. ‘Eu não falei nada disso, apenas xinguei. Os jogadores da Ferroviária estavam perdendo o jogo e não sabiam o que estavam falando’, argumento, em entrevista à ‘Rádio Cultura’.

Apesar da confusão criada nos minutos finais da partida, o árbitro Alexandre Luis Gonçalves não relatou o incidente na súmula do jogo. Mesmo sem o parecer do encarregado pelo apito, a Ferroviária levará a ação para uma investigação da Polícia e exigirá uma punição da Federação Paulista de Futebol ao atleta envolvido na confusão.