Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ferrari vai se separar do novo grupo Fiat Chrysler

Empresa quer se capitalizar e vai colocar no mercado 10% das ações da Ferrari

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciou na quarta-feira que a Ferrari vai deixar de fazer parte do grupo. Segundo Sergio Marchionne, CEO da FCA, a separação vai servir para arrecadar capital para aumentar o valor do grupo recém-formado com a colocação de 10% das ações da Ferrari, que inclui a marca Maserati, oferecidas ao público em bolsas americanas e europeias – 90% serão repassados aos atuais acionistas da FCA em 2015. A estimativa é de que o valor de mercado da Ferrari seja de 2,3 bilhões de euros.

Leia também:

Ferrari e Pininfarina em edição limitadíssima: seis unidades

Ex-chefe da Ferrari é contratado pela Audi

Montezemolo deixa presidência da Ferrari após 23 anos

Ferrari dispensa Stefano Domenicali, seu chefe de equipe

“Estou feliz de ter dado esse passo adicional no desenvolvimento da FCA. Junto com a recente listagem das ações da FCA na bolsa de valores de Nova York, a separação da Ferrari preservará a renomada herança italiana e posição exclusiva do negócio Ferrari, além de permitir aos acionistas da FCA continuar a se beneficiar do valor substancial inerente a esse negócio”, disse John Elkann, presidente do conselho da FCA, bisneto do fundador da Fiat, Giovanni Agnelli.