Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ferrari dispensa Stefano Domenicali, seu chefe de equipe

Última vitória da equipe foi com Fernando Alonso, no GP da Espanha em 2013

A Ferrari anunciou nesta segunda-feira que Stefano Domenicali deixou o cargo de chefe da equipe na Fórmula 1. Ele será substituído por Marco Mattiacci, diretor-executivo da Ferrari para a América do Norte. Domenicali sai depois de mais um início de temporada bem ruim. “Há momentos específicos na vida profissional de todos em é preciso ter a coragem de tomar decisões difíceis e muito sofridas. É hora de fazer uma mudança importante. Como chefe, assumo a responsabilidade da situação que estamos vivendo. É uma decisão tomada com o desejo de fazer algo para agitar as coisas e para o bem deste grupo”, disse Domenicali.

Leia também:

Confira a classificação do campeonato e os resultados das provas

F1: Equipe de Gene Haas vai disputar temporada 2015

Fórmula 1 confirma Grande Prêmio em Interlagos até 2020

Marco Mattiacci, novo chefe de equipe da Ferrari substituirá Stefano Domenicali Marco Mattiacci, novo chefe de equipe da Ferrari substituirá Stefano Domenicali

Marco Mattiacci, novo chefe de equipe da Ferrari substituirá Stefano Domenicali (/)

Ele substituiu Jean Todt no final de 2007 e ajudou a Ferrari a vencer o Mundial de Construtores em seu primeiro ano no cargo. E só. A equipe não conseguiu conquistar nenhum título de Pilotos sob o seu comando: Felipe Massa esteve perto em 2008, assim como o espanhol Fernando Alonso em 2010 e novamente dois anos depois.

A Ferrari não vence uma corrida desde que Alonso ganhou o GP da Espanha em 12 de maio de 2013, em Barcelona, no pior desempenho da equipe em quase 20 anos. Esperava-se que as mudanças nas regras da Fórmula 1 para a atual temporada – como a adoção dos motor V6 turbo – ajudassem a equipe a reagir, mas a Ferrari segue com dificuldades. O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, acompanhou na pista o GP do Bahrein, a última corrida disputada nesta temporada, e viu Alonso e o finlandês Kimi Raikkonen terminarem a prova em nono e décimo lugares, respectivamente.

Leia também:

F1: Hamilton lidera último teste no Bahrein. Felipe Nasr é 10º

F1: Como funciona a Mercedes que ganhou tudo até agora

“Agradeço Stefano Domenicali, não só pela sua constante dedicação e esforço, mas também pelo grande sentido de responsabilidade que ele demonstrou, também hoje, sempre colocando os interesses da Ferrari acima de tudo”, disse Montezemolo. “Desejo sucesso sempre no futuro. E também quero desejar tudo de melhor para Marco Mattiacci, gerente altamente qualificado e que conhece a empresa também”.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Após três provas em 2014, a Ferrari está em quinto no Mundial de Construtores, com 33 pontos, 78 a menos que a líder Mercedes. Além disso, Alonso e Raikkonen ainda não subiram ao pódio.

Próximas provas
Data Local Autódromo
20/04 China Xangai
11/05 Espanha Barcelona
25/05 Mônaco Monte Carlo
08/06 Canadá Montreal
22/06 Áustria Red Bull Ring
06/07 Inglaterra Silverstone
20/07 Alemanha Hockenheim
27/07 Hungria Budapest
24/08 Bélgica Spa-Francorchamps
07/09 Itália Monza
21/09 Cingapura Marina Bay
05/10 Japão Suzuka
12/10 Rússia Sochi
02/11 Estados Unidos Austin
09/11 Brasil Interlagos
23/11 Abu Dhabi Yas Marina
As equipes e pilotos
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Kimi Raikkonen (Finlândia)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Kevin Magnussen (Dinamarca)
Lotus Pastor Maldonado (Venezuela) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Esteban Gutiérrez (México) Adrian Sutil (Alemanha)
Force India Nico Hulkenberg (Alemanha) Sérgio Pérez (México)
Williams Felipe Massa (Brasil) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniil Kvyat (Rússia) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Kamui Kobayashi (Japão) Marcus Ericsson (Suécia)
Marussia Jules Bianchi (França) Max Chilton (Grâ-Bretanha)

(Com Estadão Conteúdo)