Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ferrari acerta volta de Raikkonen, com contrato de 2 anos

Finlandês já foi campeão mundial pela equipe italiana em 2007 e perdeu vaga na escuderia justamente para Alonso, que será seu companheiro no ano que vem

Por Da Redação 11 set 2013, 10h04

Também nesta quarta, Alonso se manifestou pela primeira vez sobre a saída de Massa da equipe, elogiando o brasileiro

A Ferrari montou uma dupla de pilotos de peso para tentar voltar a conquistar o título da Fórmula 1 no ano que vem. Um dia depois de Felipe Massa anunciar que esta é sua última temporada pela equipe, a escuderia italiana anunciou nesta quarta-feira, em um curto comunicado à imprensa, que o finlandês Kimi Raikkonen será seu substituto. Seu contrato valerá por duas temporadas e ele será o companheiro do espanhol Fernando Alonso – justamente o responsável por sua saída da Ferrari no fim da temporada de 2009. Raikkonen, de 33 anos, foi o campeão da temporada 2007, sua primeira no time de Maranello. Depois, pilotou ao lado de Massa por mais dois anos e acabou perdendo o lugar para o espanhol – com quem, aliás, travou uma dura briga pelo título da temporada de 2005, vencida por Alonso. A expectativa, portanto, é de uma temporada quente na Ferrari, com uma disputa acirrada dentro da própria equipe.

Saiba como está a classificação do Mundial e quais os próximos GPs

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Também nesta quarta, Alonso se manifestou pela primeira vez sobre a saída de Massa da equipe. O espanhol usou sua conta no Twitter para escrever uma mensagem desejando sorte ao atual companheiro. O texto foi acompanhado de uma montagem de fotos dos dois pilotos juntos em diversas situações. “Toda a sorte para Massa nos próximos anos. Será um rival muito forte! Grande companheiro! E ainda faltam sete GPs para nos divertimos”, escreveu Alonso. Piloto da Ferrari desde 2006, Massa é companheiro de equipe do espanhol desde 2010. Eles têm um bom relacionamento fora das pistas e nunca tiveram grandes atritos na Ferrari, ao contrário do que acontece em muitas equipes grandes da Fórmula 1. Massa ainda não tem sua permanência na Fórmula 1 assegurada. Entre as possíveis alternativas do brasileiro para 2014 estão times como McLaren, Sauber e a Lotus, que perderá Raikkonen depois de duas temporadas.

(Com agências EFE e Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade