Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fernando Diniz é o novo técnico do São Paulo

Horas após a demissão de Cuca, o ex-treinador do Flu foi anunciado até o fim da temporada; coordenador técnico Vagner Mancini deixa o time

Por Da Redação Atualizado em 27 set 2019, 05h56 - Publicado em 27 set 2019, 00h01

No mesmo dia no qual Cuca deixou o comando técnico do São Paulo, o Tricolor anunciou o acerto com Fernando Diniz, que chega para ser o treinador da equipe até o final da temporada. O profissional estava sem clube depois de ser demitido do Fluminense. Pouco após o anúncio, o coordenador técnico Vagner Mancini – que a princípio voltaria a treinar o time interinamente – divulgou seu desligamento.

O Tricolor anunciou que Diniz fará sua estreia como treinador do São Paulo na partida contra o Flamengo, no Maracanã, neste sábado, às 19h. O técnico comandará o primeiro treinamento no CT da Barra Funda já nesta sexta-feira.

“É um sonho realizado. Estou muito feliz e pronto para este novo desafio na minha carreira. Tenho certeza de que faremos um grande trabalho juntos”, afirmou Diniz ao site oficial do clube.

Continua após a publicidade

Ao lado de Diniz, também chegam ao time paulista o preparador físico Wagner Bertelli e o auxiliar técnico Márcio Araújo, que começou a carreira como jogador nas categorias de base do São Paulo.

O treinador, que foi demitido do Fluminense há pouco mais de um mês, é conhecido por priorizar a posse de bola. No São Paulo, Diniz vai reencontrar o volante Tchê Tchê, com o qual trabalhou no Grêmio Osasco Audax.

Após encerrar a carreira como jogador, Diniz iniciou a trajetória como técnico no comando do Votoraty, do interior paulista. Após passar por outras equipes de São Paulo, o treinador ganhou maior projeção em 2016 no comando do Grêmio Osasco Audax, pelo qual foi vice-campeão paulista, competição da qual foi eleito o melhor treinador.

Fernando Diniz foi contratado pelo Athletico Paranaense em 2018 e teve a sua primeira oportunidade na elite do futebol brasileiro. No ano seguinte, dirigiu o Fluminense e não conseguiu fazer a equipe desgarrar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

(Com Gazeta Press, Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

Continua após a publicidade

Publicidade