Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Fernandinho e Rafinha são novidades em lista de Felipão

Volante do Manchester City e lateral do Bayern vão ganhar chance em amistoso

Por Da Redação 11 fev 2014, 11h24

Felipão avisou que não pretendia chamar jogadores que já foram bastante testados e ficariam apenas na reserva. Isso porque a seleção terá pouco tempo para treinar e fará apenas um jogo

Dois atletas que atravessam ótima fase em grandes clubes do futebol europeu conseguiram o que muitos achavam improvável: cavar um espaço na seleção do técnico Luiz Felipe Scolari na última convocação antes da definição da lista dos 23 escolhidos para a Copa do Mundo. O volante Fernandinho, do Manchester City, e o lateral direito Rafinha, do Bayern de Munique, terão uma chance de ouro no amistoso entre Brasil e África do Sul, em 5 de março, em Johannesburgo. Eles foram as únicas novidades na lista divulgada nesta terça-feira pelo técnico Luiz Felipe Scolari, no Rio de Janeiro. Desde a conquista da Copa das Confederações, muitos acreditavam que Felipão já teria seu grupo fechado para o Mundial. O próprio técnico avisou, porém, que ainda havia tempo para pequenas mudanças e para a entrada de jogadores que estejam em bom momento – e esse é o caso de Rafinha, que virou titular do Bayern em meados do ano passado, e Fernandinho, que chegou ao City no início da temporada e se firmou como titular. Depois do amistoso em Johannesburgo, o Brasil só voltará a jogar às vésperas do Mundial – uma das partidas deverá ser contra a Sérvia.

Leia também:

Na última lista da seleção antes da Copa, vagas em aberto

Júlio César pegará ritmo para Copa jogando no… Canadá

Felipão diz que próxima convocação pode ter novidades

Continua após a publicidade

Os craques que você tem de ver ao vivo na Copa no Brasil

​Anote na agenda: os jogos imperdíveis da fase de grupos

Fernandinho, que se destacou no Atlético-PR e teve boa passagem pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, já tinha recebido algumas chances na seleção com Mano Menezes. A convocação desta terça é a primeira do jogador de 28 anos com Felipão. Rafinha, também de 28 anos, foi revelado pelo Coritiba e conquistou seu espaço no futebol europeu com a camisa do Schalke 04. Era reserva no Bayern de Munique até a chegada do técnico Pep Guardiola, que passou a usar o alemão Lahm no meio e abriu espaço para o brasileiro na lateral. Enquanto Fernandinho e Rafinha entraram no grupo para o amistoso de março, o volante Hernanes e o lateral Maicon ficaram de fora desta vez. Isso não quer dizer, porém, que eles estejam fora dos planos: Felipão avisou que não pretendia chamar jogadores que já foram bastante testados e ficariam apenas na reserva. Isso porque a seleção terá pouco tempo para treinar e fará apenas um jogo (em muitas das últimas convocações, vinha realizando duas partidas em sequência). Como Hernanes e Maicon já foram avaliados de perto por Felipão, o técnico considerou desnecessário chamá-los só para acompanhar o grupo. Por isso, inclusive, ele não chamará 22 atletas, como de costume, mas dezenove ou vinte.

Agora, o técnico espera as próximas rodadas dos campeonatos estaduais para monitorar a situação de atletas como Fred e Jô, que pouco jogaram neste ano. Se o centroavante do Fluminense não tiver novos problemas físicos, terá lugar garantido. Também sairá do futebol brasileiro o goleiro reserva, já que só Júlio César foi chamado por enquanto. Jefferson (Botafogo), Diego Cavalieri (Fluminense) e Victor (Atlético-MG) são candidatos. Entre as principais ausências da lista desta terça estão Robinho, atacante do Milan, e Lucas Leiva, volante do Liverpool. Ambos estão contundidos, ou seja, ainda podem estar nos planos de Felipão. O quadro é mais preocupante para um trio do Paris Saint-Germain: o zagueiro Marquinhos, o lateral Maxwell e o atacante Lucas, que já tiveram muitas chances com Felipão, esperavam ser chamados, mas não entraram na lista. Pior ainda é a situação de Kaká, meia do Milan, e Philippe Coutinho, meia do Liverpool, que torciam para conseguir um lugar de última hora no grupo. Não estar na lista desta terça, porém, não significa estar fora da Copa: Felipão fez questão de repetir que tudo segue em aberto e que não descarta nem sequer convocar um atleta pela primeira vez na lista definitiva da Copa, que sai em 7 de maio .

Continua após a publicidade

Publicidade