Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fernandão exalta potencial de Bolívar e espera sua permanência no Inter

Por Da Redação 25 dez 2011, 15h14

Conhecido como um dos líderes do Internacional fora de campo e idolatrado por sua raça e disposição durante as partidas, o zagueiro Bolívar ainda não tem seu futuro definido na equipe e sua permanência no Beira-Rio segue como um dos principais assuntos discutidos nos bastidores do clube gaúcho. Amigo de longa data do defensor, o diretor técnico Fernandão deixou bem claro o seu posicionamento neste fim de semana e revelou que torce para que o jogador dispute a próxima temporada com a camisa colorada.

Bolívar está na mira do Flamengo para o Campeonato Estadual, mas ainda não conseguiu acertar sua transferência para o Rubro-Negro. As negociações entre os dois times seguem avançando e a vontade do atleta deverá ser fundamental para que uma decisão sobre o seu futuro seja tomada nos próximos dias.

Entretanto, um ponto que poderá pesar contra sua permanência no Inter é o desprestígio que o zagueiro acumulou com a torcida colorada. Nas rodadas finais do Brasileiro, o atleta foi disputar a bola com o lateral esquerdo Dodô, do Bahia, e acabou entrando com força desnecessária na jogada. A dividida rompeu os ligamentos do joelho do jovem atleta e causou ao defensor uma severa punição, que foi reduzida pelo STJD após algumas audiências.

‘Não tem nenhuma novidade ainda sobre a negociação com o Flamengo. Acredito muito no futebol do Bolívar. Na competência e na liderança dele. Maus momentos, só os grandes conseguem superar e passar por cima dessas dificuldades. Gostaria muito que ele pudesse continuar conosco’, destacou Fernandão, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O diretor técnico do clube gaúcho jogou com Bolívar na campanha vitoriosa do Inter, em 2006. Os atletas foram campeões da Libertadores naquele ano, mas não puderam comemorar a conquista do Mundial juntos, já que o defensor se transferiu para o Mônaco, da França, pouco tempo depois de ter vencido o torneio continental.

Mesmo com o apoio de Fernandão e da comissão técnica, a saída ou permanência do zagueiro não impedirá a contratação de mais alguns reforços para o setor defensivo. A diretoria colorada estuda o nome de três defensores e espera trazer jogadores de peso para suprir as perdas que teve na zaga e formar o elenco que iniciará a pré-temporada em janeiro.

Continua após a publicidade
Publicidade