Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipão se irrita e admite que poupou Valdivia e Barcos

Por AE

Porto Alegre – Depois de ver o Palmeiras perder por 1 a 0 do Grêmio, no último domingo à noite, em Porto Alegre, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Luiz Felipe Scolari não escondeu a sua irritação ao explicar os motivos que o levaram a colocar Valdivia em campo apenas no segundo tempo, no lugar de Felipe, e a substituir Barcos por Maikon Leite, também na etapa final. O treinador admitiu, em entrevista coletiva, que os dois titulares ainda estavam com limitações físicas e não poderiam atuar durante os 90 minutos.

“O Valdivia poderia jogar por 45 minutos. E o Barcos poderia ficar no máximo por 70 minutos em campo. Se vocês acham que são vocês (jornalistas) que precisam escalar o time, vocês escolham, então”, disse o treinador, irritado com os questionamentos provocados pela saída destes dois jogadores.

Em seguida, o comandante explicou que o planejamento já previa que Valdivia teria condições de atuar apenas meio tempo diante do Grêmio, acusando a imprensa de desconhecer a rotina de recuperação dos jogadores que estão lesionados ou em fase final deste processo. “Vocês (jornalistas) não vivem o dia a dia das lesões, não sabem de nada. A preparação foi feita anteriormente com o Valdivia, porque ele não vem jogando o tempo todo, já que temos uma ideia do que aconteceu durante a semana”, completou.

Já ao falar da atuação palmeirense neste domingo, o treinador disse que “o time não fez uma boa partida, diferentemente do Grêmio”, mas elogiou a postura de luta exibida pela equipe. “Precisamos entrar com o mesmo espírito em qualquer decisão. Não é porque é um campeonato diferente. Temos um grupo de vencedores, perdemos, mas não precisamos mudar”, afirmou Scolari, que espera ver a equipe com a mesma postura nas semifinais da Copa do Brasil, justamente diante do mesmo Grêmio.

Entretanto, o comandante pediu que os jogadores mantenham o foco também no Campeonato Brasileiro, no qual o Palmeiras voltará a campo apenas no próximo dia 6 de junho, diante do Sport, na Ilha do Retiro, em Recife. “Daqui a dez dias temos um jogo contra o Sport. Não podemos ficar só pensando na Copa do Brasil. No Brasileiro, é importante somar pontos agora no início”, enfatizou.