Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Felipão isenta novo esquema tático de culpa por derrota para o Sport

Por Da Redação 7 jun 2012, 17h42

O técnico Luiz Felipe Scolari apostou em um novo sistema tático no Palmeiras, na noite de quarta-feira, e não obteve o resultado esperado. A equipe com três atacantes e um meia de ligação emperrou, mas o treinador nega que o esquema tenha sido o grande problema na derrota por 2 a 1 para o Sport, na Ilha do Retiro.

‘Não é questão de colocar três jogadores ofensivos, porque qualquer um hoje volta para marcar. Dá para colocar Maikon Leite, João Vitor… Eles voltam. Fizemos isso em algumas oportunidades, mas em outras não. O adversário foi mais feliz e não adianta ficar reclamando de dois, três atacantes…’, afirmou.

Na noite de quarta, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Felipão mandou a campo a equipe com Maikon Leite, Barcos e Luan, além de Valdivia na armação das jogadas. Com isso, o treinador abriu mão do esquema com três volantes, pois deixou João Vitor no banco e escalou apenas Márcio Araújo e Marcos Assunção.

Com o sistema teoricamente mais ofensivo, o Palmeiras teve mais chances que o adversário na linha de frente, mas exibiu pouca eficiência para aproveitar as oportunidades na Ilha do Retiro.

Quando o Sport tinha a vantagem por 2 a 1 no placar, Felipão mudou de uma vez três jogadores nos minutos finais: Cicinho, Daniel Carvalho e Mazinho entraram nas vagas de Artur, Valdivia e Luan.

No entanto, as alterações não surtiram efeito e o Verdão amargou a segunda derrota no Brasileirão. Felipão ainda não anunciou a escalação do time para a partida de sábado, contra o Atlético-MG, no Pacaembu.

Continua após a publicidade
Publicidade