Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipão defende Oscar das críticas: ‘Quem escala sou eu’

O meia não jogou bem contra Panamá e Sérvia – mas reclamou de quem pede Willian em seu lugar. O técnico confirma que ele continua entre seus titulares

O meio-campista Oscar viveu fortes emoções nesta semana. Um dia após o nascimento de sua primeira filha, o jogador retornou ao Morumbi, onde iniciou sua carreira pelo São Paulo. No entanto, Oscar voltou a ter atuação abaixo de seu normal e foi contestado por boa parte da torcida. Mas apesar da sequência ruim de seu principal armador, o técnico Luiz Felipe Scolari fez questão de dar confiança ao jogador do Chelsea. Em entrevista coletiva na noite desta sexta-feira, Felipão já indicou que Oscar tem lugar garantido para a estreia, dia 12, contra a Croácia, no Itaquerão.

Leia também:

Brasil sofre com faltas, erros e vaias, mas vence apertado

Paulistas confirmam fama, mas estendem a mão à seleção

Não gostou do amistoso? Pois o Felipão achou ‘muito bom’

Histórico dos últimos amistosos tem lesões e até deserção

“Oscar tem sido contestado por quem? Quem escala sou eu, sou pago pra isso e é isso que vou fazer”, afirmou Scolari, tentando encerrar a discussão. O treinador, no entanto, havia admitido ainda na quinta-feira que o meia Willian, colega de Oscar também no Chelsea, vem agradando nos treinamentos e poderia substituir o armador com tranquilidade. “O Willian é muito rápido, reage com uma rapidez incrível, tem mudança de direção, drible, bate bem na bola. Se precisar entrar, pode até acrescentar qualidades que sejam melhores para a equipe”, disse Scolari na ocasião.

Leia também:

Neymar incendeia o time e dá show em goleada da seleção

‘Nós, atletas, não somos do governo’, afirma craque Neymar

Felipão ‘dá um desconto’ por inatividade, mas cobrará mais

Já virou rotina: atrás da seleção, o cordão dos oportunistas

Na saída rumo ao ônibus da equipe, Oscar confessou que não fez uma grande partida, mas demonstrou certa irritação com a concorrência. “Não é um jogo ou treino que vai me tirar do time. Contra a África do Sul (amistoso em março) fiz gol e fui um dos melhores do jogo, mas agora, por causa de um jogo, está todo mundo querendo me tirar e colocar o Willian. Mas eu estou tranquilo, confiante e espero continuar assim na Copa”, desabafou o atleta em entrevista à ESPN Brasil. Oscar foi titular do Brasil na campanha da Copa das Confederações e, desde então, é peça importante na equipe de Felipão.