Federer perde para italiano e faz pior campanha na Austrália em 14 anos

Andreas Seppi conseguiu sua primeira vitória em 11 partidas contra o suíço

Por Da Redação - 23 jan 2015, 08h56

O italiano Andreas Seppi, 46º do Ranking da ATP, venceu pela primeira vez o suíço Roger Federer em 11 jogos e impôs ao maior campeão de Grand Slams a sua eliminação mais precoce em 14 anos no Aberto da Austrália. Na manhã desta sexta-feira, Seppi venceu Federer por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 7/6, 4/6 e 7/6 e avançou às oitavas de final do torneio em Melbourne.

Leia também:

Djokovic vence fácil e fica a uma vitória do topo

Aberto da Austrália terá premiação recorde

Publicidade

Federer reduz vantagem de Djokovic no topo do ranking

Com a eliminação antes das oitavas de final – o que não ocorria desde 2001, quando caiu diante do brasileiro Gustavo Kuerten -, Federer perdeu oficialmente a chance de voltar ao topo do ranking da ATP. Para isso, ele precisaria ser campeão e torcer para o líder Novak Djokovic ser eliminado na terceira fase. O próximo adversário de Seppi será o vencedor do duelo entre o australiano Nick Kyrgios e o tunisiano Malek Jaziri.

A vitória de Seppi foi a única surpresa do dia na chave masculina de simples. O britânico Andy Murray venceu o português João Sousa por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/1 e 7/5, e terá pela frente na próxima fase o búlgaro Grigor Dimitrov, que nesta sexta sofreu para superar o cipriota Marcos Baghdatis por 3 sets a 2, com 4/6, 6/3, 3/6, 6/3 e 6/3.

Já Thomas Berdych avançou com tranquilidade ao bater o sérvio Viktor Troicki por 6/4, 6/3 e 6/4. Com isso, se credenciou para encarar nas oitavas de final o australiano Bernard Tomic, que nesta terceira rodada eliminou o seu compatriota Samuel Groth com parciais de 6/4, 7/6 (10/8) e 6/3.

Publicidade

(Com agência EFE e Estadão Conteúdo)

Publicidade