Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Federer diz que Nadal e Djokovic ainda têm chances nas Finais da ATP

Londres, 24 nov (EFE).- Um dos únicos tenistas que ainda se mantêm invicto nas Finais da ATP, junto ao espanhol David Ferrer, o suíço Roger Federer se mostrou convencido que os dois primeiros colocados do ranking mundial, Novak Djokovic e Rafael Nadal, não podem ser considerados fora da luta pelo título.

Nadal vem de uma dura derrota para o próprio Federer e nesta quinta enfrenta o francês Jo Wilfried Tsonga, em um confronto direto pela classificação para as semifinais. Já Djokovic tentará a vaga enfrentando o também sérvio Janko Tipsarevic.

‘A situação pode mudar muito rapidamente, Nadal e Djokovic ainda têm chances (de alcançarem o título). Até o último dia, não podemos saber quem está ou não está cansado’, disse o suíço em entrevista coletiva após derrotar o americano Mardy Fish na terceira partida da fase de grupos do torneio, disputado na O2 Arena, em Londres.

O mau desempenho dos principais adversários vem tendo como explicação o calendário do circuito da ATP, considerado desgastante por muitos. Federer admitiu que a temporada dos tenistas é longa, mas lembrou que ele mesmo está há dez anos jogando.

‘Em algumas ocasiões, são 90 partidas por temporada, sem contar as de duplas. O calendário é o mesmo para todos os tenistas’, destacou.

Após vencer Fish nesta quarta, Federer soma 37 vitórias nas Finais da ATP, que todo ano reúnem os oito melhores tenistas do ano. O recordista é o tcheco Ivan Lendl, que tem 39 triunfos.

‘Imagino que me aproximo cada vez dos livros dos recordes, mas não penso nisso, deixo para a imprensa. Por enquanto, simplesmente me concentro em jogar tênis, porque não tenho nenhuma intenção de me aposentar’, comentou o número quatro do mundo

‘Minha campanha (nas Finais da ATP) me surpreende porque é provavelmente o campeonato mais complicado no ano, no qual os jogos são sempre mais perigosos’, finalizou. EFE