Clique e assine a partir de 8,90/mês

Federação russa de atletismo é multada e terá só dez atletas na Olimpíada

Entidade com histórico de descaso às regras internacionais do esporte escapa de expulsão, mas terá número limitado de competidores nos Jogos de Tóquio

Por Alexandre Salvador - Atualizado em 30 jul 2020, 19h27 - Publicado em 12 mar 2020, 17h28

A World Athletics, entidade que rege o atletismo internacional (antiga Iaaf), anunciou nesta quinta-feira 12 uma multa de 10 milhões de dólares à federação russa (RusAF) por novamente desrrespeitar as regras da modalidade sobre o uso de substâncias proibidas. As instituições do país já haviam sido banidas, em dezembro do ano passado, de todas as competições organizadas por confederações regidas pelo código da Wada, a Agência Mundial Antidoping.

Além da punição financeira, a federação internacional de atletismo anunciou que um grupo restrito a dez atletas russos poderão participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio sob bandeira neutra, e desde que se submetam ao comitê de revisão sobre doping da World Athletics. Essa exceção será cancelada caso a federação russa não pague pelo menos 5 milhões de dólares até o próximo dia 1º de julho.

O presidente da entidade mundial, o inglês Sebastian Coe, disse após o anúncio das sanções que elas provam “a seriedade dos delitos cometidos pela RusAF e manda uma mensagem clara de que lidamos muito seriamente com esse tipo de transgressões de nossas federações afiliadas”.

O bicampeão olímpico dos 1 500 metros disse ainda que a World Athletics vêm tentando “consistentemente” separar os atletas limpos do “sistema corrupto”, mas aproveitou a oportunidade para justificar a limitação a dez atletas do país nos próximos grandes eventos internacionais. “Claramente, as medidas anteriores não foram suficientes para mudar a cultura dentro do atletismo russo.”

Oito dos dez atletas elegíveis para a Olimpíada serão selecionados pela Unidade de Integridade do Atletismo, um braço independente da antiga Iaaf, e os outros dois deverão ser indicados pela federação russa da modalidade.

Continua após a publicidade
Publicidade