Clique e assine com 88% de desconto

Federação Russa considera inaceitável a violência dos torcedores

Por Natalia Kolesnikova - 10 jun 2012, 09h54

O presidente da Federação Russa de Futebol, Sergei Fursenko, chamou de “inaceitável” o comportamento violento de alguns torcedores do país durante a partida contra a República Tcheca, sexta-feira, na estreia da equipe na Eurocopa-2012.

“É inaceitável. Temos que lutar contra isto. Temos que acabar com a violência nos estádios”, declarou à imprensa a respeito da reação dos torcedores após a goleada de 4-1 da Rússia.

“A princípio, a pessoa que jogou uma bengala foi identificada. É difícil comentar esta situação, já que o país anfitrião e Uefa são responsáveis pela segurança”, disse Fursenko.

A Uefa abriu no sábado uma investigação sobre o comportamento dos torcedores russos, tanto por atos violentos, como pelo lançamento de objetos e possíveis atitudes racistas contra o jogador tcheco de origem etíope Theodor Gebre Selassie.

Publicidade

A Federação Russa pediu um bom comportamento dos torcedores na próxima partida e Fursenko pediu que recordem que representam o país.

Uma série de incidentes envolveram os torcedores russos durante a vitória por 4 a 1 sobre a República Tcheca, na sexta-feira em Wroclaw, na rodada de abertura da competição.

Após assistir às imagens da partida, a Uefa observou diversos deslizes no comportamento dos torcedores russos, que lançaram objetos no gramado e exibiram faixas com mensagens ofensivas, e explicou que iria avaliar se houve ou não insultos racistas contra jogadores tchecos.

Um vídeo amador divulgado pela televisão polonesa TVN24 também mostrou que quatro seguranças do estádio de Wroclaw foram agredidos por torcedores da Rússia no fim da partida de sexta-feira.

Publicidade

A Uefa informou que iria tomar uma decisão sobre o caso na próxima sexta-feira, dia 13 de junho.

Publicidade